Publicidade

Estado de Minas

Chuva complica trânsito, deixa pessoas ilhadas e sem energia elétrica em BH

O Corpo de Bombeiros registrou pelo menos quatro ocorrências de pessoas ilhadas, mas ninguém ficou ferido


postado em 01/04/2014 19:40 / atualizado em 02/04/2014 12:14

O trânsito ficou completamente parado em várias vias de Belo Horizonte na volta para casa(foto: Reprodução BHTrans)
O trânsito ficou completamente parado em várias vias de Belo Horizonte na volta para casa (foto: Reprodução BHTrans)

A chuva que cai em Belo Horizonte e na região metropolitana na noite desta terça-feira causou estragos e assustou moradores. Houve registros de congestionamentos, pessoas ilhadas e também de queda de energia em alguns bairros da capital mineira. Não houve registro de pessoas feridas.

Os transtornos para os motoristas começaram logo quando a chuva começou a cair na capital mineira. Houve registros de lentidão na Avenida Amazonas no trecho da Praça Raul Soares, próximo ao Expominas, no cruzamento entre a Avenida do Contorno com Raja Gabaglia, e também na esquina com Prudente de Morais, nos dois sentidos. Na Avenida Nossa Senhora do Carmo, longas filas de veículos se formaram na via em direção ao Bairro Belvedere. A lentidão chegou até a Avenida Getúlio Vargas, no Bairro Funcionários.

Fez imagens da chuva em BH e região metropolitana? Mande para o em.com.br pelo email: jornalismo@uai.com.br

Além da chuva, uma manifestação da Frente Independente pela Memória e Justiça de Minas fechou o Viaduto Elevado Castelo Branco, no Centro de BH, no fim da tarde. O ato foi em tributo aos mortos e desaparecidos do regime militar. O golpe completou 50 anos nessa segunda-feira. Durante a manifestação, o elevado recebeu uma faixa com o nome de Helena Greco, uma militante na luta contra a ditadura e uma das primeiras vereadoras de BH. De acordo com a BHTrans, o grupo fechou o viaduto, no sentido Centro/Bairro às 18h45 e liberou minutos mais tarde.

Manifestantes fizeram uma manifestação no Viaduto Castelo Branco(foto: Reprodução BHTrans)
Manifestantes fizeram uma manifestação no Viaduto Castelo Branco (foto: Reprodução BHTrans)


O Corpo de Bombeiros recebeu pelo menos quatro denúncias de pessoas ilhadas. Na Rua Angola, na Vila São Paulo, na Região Nordeste de Belo Horizonte, três pessoas, sendo uma mulher, uma idosa e uma criança, ficaram presas dentro de uma casa. Na Rua Luiz de Nóbrega, no Bairro Horto, três pessoas também solicitaram socorro. Outras ocorrência foi registrada no Bairro Nova Vista. Em todas as chamadas, o volume de água abaixou e os moradores conseguiram sair das residências. Ninguém se feriu.

Na Rua Lídia, no Bairro Pirajá, também na região Nordeste de BH, a água subiu rapidamente e surpreendeu alguns motoristas que passavam pelo local. Segundo os Bombeiros, aproximadamente 10 carros foram atingidos pela água e alguns deles chegaram a boiar. Antes mesmo da chegada dos militares, o nível da água abaixou e a situação foi controlada. Não houve vítimas.


Falta de energia no Bairro Cachoeirinha(foto: Luiz Fernando Martins )
Falta de energia no Bairro Cachoeirinha (foto: Luiz Fernando Martins )
Falta de energia

Alguns moradores da capital mineira tiveram que enfrentar a falta de energia elétrica nesta terça-feira por causa da chuva. Um problema na subestação Maracanã, no Bairro Palmares, deixou bairros da Região da Pampulha, como Jaraguá e Aeroporto, no escuro. Também foi registrado falta de luz em alguns bairros da Região Centro-Sul. De acordo com a Cemig, o problema na subestação já foi resolvido. Técnicos da empresa já estão na rua para restabelecer a energia nos outros pontos.

Risco de granizo

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Belo Horizonte (Comdec) emitiu um alerta, às 20h50, para a possiblidade de queda de granizo em Betim, Contagem, capital mineira e cidades da região. O aviso é válido até às 23h. A chuva deve ter um acumulado entre 25 e 50 milímetros podendo ser acompanhada de ventos fortes e descargas elétricas.


Publicidade