Publicidade

Estado de Minas

Família de menina que se afogou em clube quer que estabelecimento seja punido

Corpo da criança será enterrado às 15h no Cemitério Bosque da Esperança. Jaraguá Country Club decretou luto oficial de três dias


postado em 04/01/2014 13:20 / atualizado em 04/01/2014 14:23

Apesar do acidente, o clube abriu normalmente neste sábado. Apenas a piscina onde Mariana se afogou foi interditada(foto: Daniel Camargos/EM/D.A.Press)
Apesar do acidente, o clube abriu normalmente neste sábado. Apenas a piscina onde Mariana se afogou foi interditada (foto: Daniel Camargos/EM/D.A.Press)


O corpo da menina Mariana Rabelo Oliveira, que morreu depois de se afogar na piscina do Jaraguá Country Club, na Região da Pampulha, será enterrado nesta tarde, no Cemitério Bosque da Esperança, no Bairro Jaqueline, Norte da capital. Segundo familiares, o sepultamento está marcado para as 15h. Revoltados com a notícia da morte da criança – que ficou cerca de 20 minutos submersa depois de ter o cabelo sugado pelo ralo – parentes pedem justiça.

O tio da menina Sérgio Luiz Oliveira, de 55 anos, disse que, até o fim da manhã deste sábado, nenhum representante do clube havia procurado a família para oferecer ajuda. Indignado, ele culpa o estabelecimento pela morte da criança. “Não queremos nenhum centavo do clube. Mas pedimos que o clube seja penalizado, para que sirva de exemplo para outros lugares públicos”, declarou Sérgio.

Mariana brincava no toboágua quando escorregou e foi sugada pelo ralo da piscina na tarde de sexta-feira. O cabelo da garota ficou preso na tubulação e ela ficou debaixo d'água por vários minutos até ser socorrida. Segundo o tio da menina, ela foi reanimada por médicos do Samu depois de uma parada cardíaca de quase 20 minutos. Encaminhada para o Hospital Odilon Behrens, ela permaneceu internada por cerca de 12 horas no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da unidade, mas morreu no fim da madrugada deste sábado.

Luto oficial


No início da tarde, o Jaraguá Country Club se manifestou sobre o caso. Por meio de nota, a diretoria informou que está empenhada no esclarecimento do acidente, e que a perícia está sendo realizada neste sábado. O clube decretou luto oficial de três dias. Leia o posicionamento na íntegra:


A Diretoria Executiva, assim como toda a família jaraguense, encontra-se em profunda comoção diante do triste fato ocorrido ontem na piscina do Parque Aquático do Jaraguá Country Club.

Estamos todos empenhados no esclarecimento detalhado desse acidente. Daremos todo apoio ao trabalho da Polícia Civil no levantamento das circunstâncias de tal fatalidade. Perícia que está sendo realizada durante este dia na piscina do clube

Informamos que:

- Imediatamente ao prenúncio do afogamento, os guardas vidas tomaram as providências emergenciais, realizando os primeiros socorros na associada que foi levada, em seguida, ao ambulatório médico, sendo acionado, simultaneamente o serviço do SAMU;

- Os paramédicos do SAMU prestaram o atendimento no ambulatório do clube e conduziram a associada ao Hospital para os procedimentos em sequência;

Comungamos com familiares e amigos dessa imensa tristeza e lamentamos profundamente o ocorrido, salientando que todo apoio aos familiares está sendo dado, informando ainda que o Clube encontra-se em luto oficial por três dias.


Apesar do acidente, o clube abriu normalmente neste sábado. Apenas a piscina onde Mariana se afogou foi interditada com fitas, cadeiras e avisos.  (Com informações de Junia Oliveira, Daniel Camargos e Cristiane Silva)


Publicidade