Publicidade

Estado de Minas

Pelo menos 12 pessoas morreram afogadas nos últimos quatro dias em Minas

Somente nesta sexta-feira, uma criança morreu ao entrar no Ribeirão da Mata, em Vespasiano, e um homem perdeu a vida ao nadar na represa de Furnas. Uma menina de 7 anos foi resgatada em estado grave depois de ter o cabelo sugado pelo ralo da piscina de um clube na Pampulha


postado em 03/01/2014 19:50

Durante o verão, diversas pessoas aproveitam o calor para se refrescarem em piscinas, lagoas e rios. Muitas vezes, a diversão acaba em tragédias. Foi o que aconteceu nesta sexta-feira em diferentes cidades mineiras. Pelo menos duas pessoas morreram afogadas no estado. De 31 de dezembro até esta sexta-feira, segundo o Corpo de Bombeiros, pelo menos 12 pessoas morreram afogadas em Minas.

Uma das vítimas é o garoto Guilherme Souza Cabral da Silva, de 9 anos, que se afogou no Ribeirão da Mata, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Testemunhas informaram ao Corpo de Bombeiros, que o pai do menino estava pescando no local enquanto ele nadava.

Durante a brincadeira, Guilherme acabou sendo arrastado pelas águas e desaparecendo. O pai do garoto e outros familiares tentaram resgatar a vítima, mas não conseguiram alcançá-lo. O menino foi resgatado por militares dos bombeiros. Foram realizadas manobras de ressuscitação, mas sem êxito. Um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito.

Em Cana Verde, na Região Sul de Minas Gerais, um homem de 30 anos se afogou na represa de Furnas. Militares do Corpo de Bombeiros de Lavras conseguiram resgatar o corpo da vítima, que ainda não foi identificada, na tarde desta sexta-feira.

Ocorrência em clube de BH

Uma menina de 9 anos foi resgatada em estado grave depois de se afogar na piscina do Clube Jaraguá, na Pampulha, na tarde desta sexta-feira. Um tio da criança afirmou que ela brincava em um toboágua e quando escorregou e tocou na água o cabelo dela foi sugado pelo ralo. Conforme o homem, a menina ficou aproximadamente 20 minutos submersa.

Os primeiros socorros da garota foi prestado por um salva vidas do clube. Em seguida, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao local e os médicos ajudaram no atendimento. A menina foi encaminhada para o Hospital Odilon Behrens em estado grave.

O Clube Jaraguá informou ao EM.com.br que vai se manifestar através de nota ainda nesta sexta-feira.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade