Publicidade

Estado de Minas

Manifestantes ocupam Prefeitura de Belo Horizonte

O grupo exige que o prefeito se reúna com representantes das ocupações urbanas como Eliane Silva, Camilo Torres, Irmã Dorothy e Dandara


postado em 29/07/2013 12:32 / atualizado em 29/07/2013 15:53

(foto: Reprodução Facebook Brigadas Populares)
(foto: Reprodução Facebook Brigadas Populares)

Manifestantes ocupam, na tarde desta segunda-feira, o hall do gabinete do prefeito Marcio Lacerda (PSB), na Avenida Afonso Pena, no Cento da capital. São cerca de 50 pessoas que chegaram por volta de 12h15 e alguns fazem parte do mesmo grupo empenhado na ocupação da Câmara Municipal de Belo Horizonte, no início do mês. O grupo exige que o prefeito se reúna com representantes das ocupações urbanas.

(foto: Reprodução Facebook Brigadas Populares)
(foto: Reprodução Facebook Brigadas Populares)
Com gritos de “A-ha, u-hu: a Prefeitura é nossa!”, o grupo disse que só vai deixar a sede do Executivo quando houver reunião com o prefeito. As principais ocupações da capital, que exigem dialogar com a prefeitura de BH, são Eliane Silva, Camilo Torres e Irmã Dorothy, na Região do Barreiro, além do grupo Dandara, que fica em um terreno no Bairro Céu Azul.

O protesto é pacífico, segundo assessoria da PBH. "Nosso objetivo aqui é não quebrar nada, nosso objetivo é reunir com o prefeito", disseram os líderes da manifestação. Os ocupantes reclamaram que o prefeito combinou de receber os integrantes dessas comunidades, mas não cumpriu.

Os manifestantes fazem muito barulho na tarde desta segunda-feira. Eles usam instrumentos de percussão para reforçar o coro e cantam “"Eliana, oh, Eliana, oh - a nossa luta aqui vale mais que ouro em pó” e "1, 2, 3, 4, 5 mil - queremos moradia para o povo do Brasil!" O grupo está disposto a armar barracas com colchões para manter uma ocupação parecida com a da Casa Legislativa, que durou oito dias. Os manifestantes já marcaram uma reunião sobre Reforma Urbana, às 19h, que vai acontece no hall do gabinete, o que mostra a intenção do grupo em manter o protesto.

Em nota, as Brigadas Populares  - que representam as comunidades  - informaram que exigem “negociação já! que o prefeito Marcio Lacerda supere seu preconceito com os sem-teto e cumpra com seu papel de governante; regularização fundiária já para as ocupações de Belo Horizonte; água, energia, esgoto e endereço para as ocupações.

Negociação

A prefeitura informou que aguarda os manifestantes montarem uma comissão de negociação para ser recebida em uma reunião com o secretário de Governo, Josué Costa Valadão. Ele também intermediou negociações com ocupantes da Câmara de BH, durante o último protesto.


(foto: Reprodução Facebook Brigadas Populares)
(foto: Reprodução Facebook Brigadas Populares)


Publicidade