Publicidade

Estado de Minas

Professor de escolinha de futebol é preso por pedofilia em Governador Valadares

O homem de 35 anos atraia meninos entre 11 e 16 anos oferecendo lanches, dinheiro e presentes e foi preso na casa de veraneio dele, em Praia Grande (ES)


postado em 06/06/2012 12:04 / atualizado em 06/06/2012 14:24

Um professor de escolinha de futebol de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, foi preso por acusação de pedofilia nesta quarta-feira. O homem de 35 anos, que trabalhava em dois clubes da cidade, era investigado desde 16 de abril deste ano. A Polícia Civil abriu inquérito após denúncia de cinco mães cujos filhos foram vítimas do acusado. Apesar de trabalhar com esporte, o homem é formado em jornalismo.

Segundo a polícia, o professor atraía meninos entre 11 e 16 anos oferecendo lanches, dinheiro e presentes. Levava esses menores para casa e lá praticava sexo anal com eles. No processo consta que o agressor preferia adolescentes nessa faixa etária porque ainda eram “lisinhos e sem pelos”. De acordo com a polícia, ele se aproveitava do ambiente de trabalho nos clubes para observar os menores.

Investigadores de Valadares monitoraram conversas do acusado com as vítimas por um aplicativo de bate papo na internet. O homem mantinha quatro logins diferentes para fazer contato com os adolescentes. Ele convidava os jovens para jogar futebol nos clubes e aos poucos ganhava a confiança.

Dois adolescentes, violentados no mesmo dia, contaram à polícia que foram para o apartamento com oferta de dinheiro. Um deles, de 12 anos, ficou jogando videogame na sala enquanto o outro, de 13 anos, era abusado no quarto.

Logo depois, os adolescentes trocaram de papéis e o professor teve relações com o outro menor. Não bastasse a violência, a polícia ainda descobriu que o homem incentivava os jovens a manter relações entre eles. Segundo a polícia, os adolescentes passaram a manter relações homossexuais com frequência.

Prisão


O acusado foi preso na casa de veraneio dele, em Praia Grande (ES). Equipes de Valadares viajaram para a cidade com um mandado de prisão expedido pela Justiça mineira. Com ele, a polícia apreendeu tênis, pranchas de skate e chinelos que seriam oferecidos aos adolescentes. O professor foi denunciado pelo Ministério Público por estupro de vulnerável e já está cumprindo prisão preventiva no Presídio de Valadares a partir de hoje. Ele ficará em cela especial porque tem diploma de curso superior.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade