Publicidade

Estado de Minas

MEC vai interceder para evitar demissões de professores substitutos do Cefet-MG


postado em 18/04/2011 17:08 / atualizado em 18/04/2011 17:25

Estudantes do Cefet interditaram a Avenida Amazonas em manifestação(foto: Ana Flávia Goulart Pereira)
Estudantes do Cefet interditaram a Avenida Amazonas em manifestação (foto: Ana Flávia Goulart Pereira)


O Ministério da Educação vai interceder para evitar a demissão de professores substitutos do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), é o que informa o diretor-geral da instituição, Flávio Santos. Na tarde desta segunda-feira, centenas de alunos fecharam a Avenida Amazonas em protesto contra as demissões.

Na última quinta-feira, uma orientação do Ministério do Planejamento informava sobre a possibilidade de demissão de 394 professores substitutos do Cefet. “Recebi hoje uma ligação do ministro da Educação, Fernando Haddad, quie estava se inteirando da situação. Ele assegurou apoio para manter o funcionamento normal da instituição e interceder para que as demissões não ocorram”, explica.

Segundo o diretor-geral, os Cefets de Minas e do Rio de Janeiro estão sem reposição do quadros de aposentadoria e desligamentos. Como a instituição não tem reposição automática (um concurso público para cada aposentadoria), o quadro de temporários é muito grande. “Há 32 anos, quando a Escola Técnica Federal foi transformada em Cefet, houve um pico de contratações e agora estamos passando por um pico de aposentadorias”, afirma o docente.

Na próxima semana, representantes do Cefet-MG devem se reunir com Fernando Haddad para apresentar a demanda para contratação de professores para repor as aposentadorias. Conforme o diretor-geral do Cefet, são mais de 150 aposentadorias sem reposição nos últimos anos.


Publicidade