Publicidade

Estado de Minas

Obras de duplicação da Avenida Pedro I voltam a prejudicar o trânsito


postado em 15/03/2011 07:39 / atualizado em 15/03/2011 12:18

Congestionamento provocou reflexos na rodovia MG-010 e nas avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado(foto: TV Alterosa/Reprodução)
Congestionamento provocou reflexos na rodovia MG-010 e nas avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado (foto: TV Alterosa/Reprodução)


Os motoristas que passam pelas regiões da Pampulha e Venda Nova na manhã desta terça-feira voltam a enfrentar trânsito complicado por conta das obras de duplicação da  Avenida Pedro I. De acordo com a Companhia Militar de Trânsito, o congestionamento na via em obra já chega a dois quilômetros e provoca reflexos na rodovia MG-010 e nas avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado.

A BHTrans recomenda atenção redobrada aos motoristas e que, se possível, evitem a região. Com a interdição, veículos pesados e ônibus que trafegam pela Antônio Carlos, sentido bairro/Centro, circulam pelas pistas laterais (parte superior) da trincheira. Veículos leves, na mesma direção, devem passar pela Lagoa da Pampulha, entrar à direita na Avenida Otacílio Negrão de Lima, Alameda das Latânias, Alameda Ipê Branco e entrar na Antônio Carlos.

O trecho interditado será liberado nesta terça. No entanto, o trânsito será fechado na trincheira no sentido Centro-Bairro. O motorista deve seguir pela Antônio Carlos, entrar na Rua Noraldino de Lima, Avenida Magalhães Penido, Rua Henrique Cabral, Rua Coronel Fraga, saindo novamente na Antônio Carlos.

Duplicação

De acordo com a Sudecap, a duplicação da Pedro I deve ficar pronta em 2013. Os trabalhos começaram domingo, a partir da trincheira da Santa Rosa com Antônio Carlos. Os recursos são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o investimento previsto, apenas em obras, é de R$ 173 milhões. Com o alargamento da Pedro I, será possível a construção da pista exclusiva de ônibus no centro da avenida e a implantação completa do BRT Antônio Carlos/Pedro I, que atenderá o Vetor Norte da capital e parte da demanda metropolitana de transporte coletivo.


Publicidade