Publicidade

Estado de Minas Decoração

A hora e a vez do home office

Com o isolamento social imposto pela pandemia da COVID-19, o trabalho remoto se tornou obrigatório, virou realidade e a previsão é que continue mesmo após o fim do isolamento


18/10/2020 04:00

Ana Lúcia Salama e Gerson Dutra(foto: Rafael Renzo/divulgação)
Ana Lúcia Salama e Gerson Dutra (foto: Rafael Renzo/divulgação)


Nas décadas de 1960, 1970, todos os bons apartamentos tinham, obrigatoriamente um escritório. A maioria deles com duas portas, uma de acesso à sala de visitas e outra para o hall de entrada do andar, totalmente independente, caso a visita fosse estritamente profissional. Com o passar dos anos, este cômodo caiu em desuso. O antigo escritório deu lugar ao estar íntimo ou sala de TV, e apenas nas grandes casas ele continuou presente, muito mais para compor e acomodar os livros do que para ser usado para trabalhar.
 
Studio BM Bruna Mokfa(foto: Rafael Renzo/divulgação)
Studio BM Bruna Mokfa (foto: Rafael Renzo/divulgação)
 
 
Com o avanço da tecnologia, a chegada da internet e dos computadores, os quartos passaram a ter apoio de estudo para receber os PCs ou notebooks, e a sala de TV dividiu espaço com a mesa do computador e a impressora.
 
 David Bastos(foto: Rafael Renzo/divulgação)
David Bastos (foto: Rafael Renzo/divulgação)
 
 
Chegou 2020 e com ele o novo coronavírus, e a pandemia prendeu o mundo dentro de casa. Foi preciso criar espaço para sala de aula e escritório. Aprender a conviver com esse universo virtual foi um aprendizado para toda a família, que teve que aprender um novo comportamento dentro de casa, respeitando horários e rotinas profissionais. O espaço improvisado não atendia mais; afinal de contas, uma coisa é resolver demandas rápidas, outra bem diferente é ficar seis, oito ou até mesmo 12 horas traba- lhando. O corpo precisa de conforto, de ergonomia. A mente precisa de concentração. As pessoas perceberam que precisavam investir em um ambiente adequado para o home office, que chegou por uma necessidade, mas depois dessa experiência, já sinalizou que continuará ativo para sempre.
 
Luciana Almeida(foto: Rafael Renzo/divulgação)
Luciana Almeida (foto: Rafael Renzo/divulgação)
 
 
O home office é uma realidade para cada vez mais profissionais em todo o mundo. É uma oportunidade para cumprir as tarefas com maior conforto e autonomia em casa e uma vantagem para a empresa que deseja eficiência e redução de custos. O trabalho remoto já provou que a independência do escritório é possível. Cada vez mais, as empresas estão reconhecendo as vantagens desse modelo flexível que faz os funcionários mais felizes e traz ótimos resultados. Afinal, quem não quer autonomia para trabalhar de onde quiser e definir seus próprios horários?
O home office é uma tendência global. Basta uma conexão de internet e ferramentas de comunicação para cumprir o expediente sem ir à empresa e nem mesmo sair de casa. Mas, será que os brasileiros se adaptaram a esse modelo nesses seis meses de isolamento social? Até 2018, cerca de 56% dos profissionais entrevistados por um instituto de pesquisa já trabalhavam em home office uma vez por semana. Durante a pandemia, mais de 80% dos profissionais do país passaram a trabalhar nesse modelo, diariamente.
 
Clelia Angelo(foto: Rafael Renzo/divulgação)
Clelia Angelo (foto: Rafael Renzo/divulgação)
 

DESAFIOS E CUIDADOS Engana-se quem pensa que todo mundo pode trabalhar em home office. Inúmeros cargos de gestão exigem a presença do profissional para reuniões constantes, interações e tarefas de supervisão, presenciais. Outro fator complicador é a necessidade de uma estrutura digital na empresa para o trabalho a distância funcionar bem, sem gargalos. As ferramentas de comunicação on- line têm que dar conta de todas as tarefas e responsabilidades do cargo. Disciplina pessoal é muito importante, pois muitas pessoas, por estar em casa, acabam relaxando com o horário e atrasam na realização de tarefas; ou então extrapolam no horário trabalhando o dia inteiro e a noite também, esquecendo-se de que precisam separar tempo para se dedicar à família. É preciso estabelecer rotina com horários definidos para trabalho, refeições, família e descanso. É preciso ter um ambiente favorável em casa, em todos os sentidos: colaboração por parte da família durante o período de trabalho e um escritório adequado. Conforto, ergonomia, equipamento e um ambiente agradável são pontos importantes em um home office, e tudo isso foi considerado pelos profissionais na Mostra D&D. O local para o computador tem que ter distanciamento para ventilação, porque o notebook ficará ligado muitas horas em funcionamento e aquecerá, por isso é preciso um local mais aberto em torno da máquina. O ideal é colocar o notebook sobre um suporte. Por causa da posição de trabalho, muitos médicos do trabalho sugerem que o profissional tenha um teclado externo e um mouse. Esses periféricos auxiliam muito na ergonomia. Fone de ouvido é fundamental em um home office, para a participação em reuniões e fugir dos ruídos do- mésticos. Por fim, um dos itens principais: a cadeira. Não adianta gastar fortunas com equipamentos e não investir na cadeira, onde passará horas sentado. Uma cadeira ruim poderá provocar graves problemas na coluna e/ou nos braços e ombros e até mesmo pernas e joelhos. A cadeira é a principal responsável pelo nível de produtividade, pois garante o conforto e a ergonomia necessários para manter a atenção e energia.
 
Alice Martins e Flávio Butti(foto: Rafael Renzo/divulgação)
Alice Martins e Flávio Butti (foto: Rafael Renzo/divulgação)
 
 
Bloco de notas e calendário são itens importantes que podem ser usados em papel ou digitais.
Sabendo disso, Ângelo Derenze, diretor-geral do D&D Shopping, criou a mostra D&D Home Office, com exposição de ambientes assinados por profissionais renomados do segmento de arquitetura, decoração e design, que criaram ambientes de home office apresentando soluções e ideias para quem quer criar ou renovar esse espaço, que se tornou tão relevante para este novo momento. São 38 espaços criados com o desafio de desenhar diferentes estilos e ambientes de trabalho. A mostra pode ser vista até 25 de outubro, nos corredores do shopping D&D, em São Paulo, das 12h às 20h, de segunda a sábado, e aos domingos, das 14h às 19h.
 
Marília Veiga(foto: Rafael Renzo/divulgação)
Marília Veiga (foto: Rafael Renzo/divulgação)
 
 
“Parte importante desse processo de transformação e adaptação das nossas casas, também em local de trabalho, está em encontrar um espaço que atenda às demandas e necessidades atuais. E percebemos que a decoração é uma das soluções que contribuem para um melhor desempenho no cotidiano e sem dúvida deixa nosso lar mais confortável e agradável. Mais do que nunca, esta primeira mostra do D&D Home Office vem para destacar o melhor canto da casa e que cuidar da nossa casa agora é essencial para cuidar do bem-estar e de si próprio”, conclui Angelo Derenze.
 
 
João Armentano(foto: Rafael Renzo/divulgação)
João Armentano (foto: Rafael Renzo/divulgação)
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade