Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Direto para o armário

Quatro grifes italianas de luxo lançam coleções fora do calendário oficial com roupas mais fáceis de usar, diferentemente do que ocorre nas passarelas das semanas de moda


postado em 09/06/2019 04:11

Emilio Pucci(foto: divulgação)
Emilio Pucci (foto: divulgação)



Originalmente criada para vestir as mulheres europeias nas férias de verão, a coleção resort (ou cruise) hoje se tornou uma estratégia para apresentar novidades fora do calendário oficial de lançamentos. É também uma oportunidade de mostrar roupas mais comerciais do que aquelas vistas das passarelas das principais semanas de moda internacionais. Ou seja, é da loja direto para o armário. Descubra a seguir quais são as apostas de quatro grifes italianas para esta estação.
Emilio Pucci continua a expressar toda a sua força criativa através das estampas. Nesta coleção resort, a marca passeia pelo mundo exótico e glamouroso das ilhas da Polinésia Francesa. Os desenhos são inspirados na obra do pintor francês Paul Gauguin, que era apaixonado pelas paisagens tropicais e chegou a viver no Taiti. As roupas revelam flores, folhagens e o movimento do mar em cores vibrantes e saturadas como laranja, vermelho, rosa, azul e verde.


Os prints aparecem de maneira inesperada em várias peças, como nas saias midi plissadas. As dobras se formam através de fitas de tecidos estampados aplicados em uma base de tule de seda. O mood da estação também está presente nas rendas de caftans transparentes, que podem ser usados como saída de praia ou vestido. As estampas ainda são identificadas nos vestidos de festa com franjas de lantejoulas. Em outra proposta para a noite, elegantes bordados 3D de flores e folhas.


É bom ficar de olho na combinação de blazer alongado com microshort, conjunto no estilo pijama de sarja de seda, caftans esvoaçantes e mangas amplas e bufantes.


Roma e seus contrastes são o ponto de partida para a coleção resort da Valentino. O estilista Pierpaolo Piccioli, que nasceu na cidade, onde também surgiu a marca, escolheu como cenário das fotos o Orto Botanico, descrito como um “jardim maravilhosamente lapidado e escondido no centro da cidade.” Lá, dois mundos se encontram: a natureza e o urbano.
Em meio a bambus e palmeiras, a estética da alta-costura se aproxima da vida urbana e as roupas apontam para diferentes estilos. O lado mais extravagante está na estampa de girafa, nas capas coloridas para o frio, nas plumas que deixam barra e manga mais volumosas e no conjunto rosa metalizado. Já o lado romântico desponta em estampas florais, vestidos leves e fluidos, babados e uma calculada transparência. Piccioli ainda pincela a coleção com toques de decadência. A presença do pijama palazzo, conjunto de seda de calça e blusa de manga comprida, é um deles.


Como diz o estilista, “a mistura de diversas referências transmite uma ideia de inclusão que é profunda e autenticamente romano.”


Única a desfilar sua coleção resort, a Gucci levou os convidados para o interior do Musei Capitolini, em Roma, considerado um dos complexos de museus mais antigos do mundo. A história do ponto turístico começou em 1471, quando o Papa Sisto IV doou estátuas de bronze para a cidade, e os prédios foram abertos ao público pela primeira vez em 1734. Os modelos circulavam entre as obras de arte em um clima sombrio, criado através de uma iluminação baixa.


A coleção tem mesmo cara de museu, tanto pelo ar de antiguidade (marcado pela presença de muito dourado) quando pela mistura exagerada de elementos (que resulta em uma roupa tão incompreendida como uma obra de arte). Mas há toques de modernidade como jaquetas esportivas, cores acessas e o personagem Mickey Mouse. O estilista Alessandro Michele explorou o xadrez em diversos tecidos. A padronagem aparece grande e minúscula, em cores vibrantes como rosa e amarelo ou tons neutros como cinza e azul-marinho, no look inteiro ou em detalhes.

ALFAIATARIA Nada de surpresas no início da era Fendi pós-Karl Lagerfeld, que trabalhou para a marca por 54 anos. Silvia Venturini Fendi, que assumiu a direção criativa, segue com a mesma proposta e, nessa coleção resort, apresenta uma alfaiataria para “mulheres fortes e resolutas, que enfrentam a vida com coragem e autoconsciência”. A estilista se inspirou no filme de ação dos anos 1980 Gloria, em que uma mulher se vê obrigada a proteger da máfia um menino que acaba de perder os pais assassinados.


Assim como o figurino do filme, as roupas da coleção carregam uma feminilidade que se mostra forte e, ao mesmo tempo, delicada. Em destaque, camisas com calças de cintura alta com pregas profundas de alfaiataria, casacos de pele volumosos com vestidos leves e blazer clássico com saia plissada. Silva também mostrou a elegância da saia midi de corte reto misturada à sensualidade das fendas altas. O vermelho aquece a coleção e peças inteiramente de couro reforçam a força do feminino.


Publicidade