Publicidade

Estado de Minas

Cão Cidadão: opção de baixo investimento para quem quer trabalhar com pets

Em meio à crise que o país enfrenta, franquia criada há 20 anos é uma alternativa para empreendedores que desejam trabalhar com animais e querem investir em um negócio já consolidado no mercado


postado em 07/06/2018 16:33 / atualizado em 07/06/2018 16:54

O valor da taxa inicial da franquia Cão Cidadão é de R$ 9.500,00 (foto: Cão Cidadão/Divulgação)
O valor da taxa inicial da franquia Cão Cidadão é de R$ 9.500,00 (foto: Cão Cidadão/Divulgação)
 
O modelo de franquia da Cão Cidadão não exige do franqueado um estabelecimento fixo, uma vez que o atendimento acontece na casa do cliente (adestramento em domicílio). O profissional conta com uma região exclusiva de atuação e com o suporte de uma Central de Atendimento para o encaminhamento de clientes.
 
Daniel Svevo, um dos sócios da empresa, explica que o processo seletivo para a franquia inclui provas teóricas e práticas. “Os candidatos não precisam necessariamente ter experiência prévia na área de adestramento. Isso porque, ao final do processo seletivo, eles recebem um treinamento profissionalizante. No entanto, é fundamental que os candidatos gostem de animais, sejam responsáveis, proativos e tenham vontade de aprender”, reforça.
 
Mesmo após o treinamento profissionalizante, segundo Svevo, o franqueado continua sendo assistido e incentivado a se aperfeiçoar constantemente. “Nossa equipe tem um suporte técnico constante e permanente. O objetivo é manter os franqueados sempre atualizados com as técnicas e com os estudos mais atuais para, assim, ampliamos o bem-estar e melhoramos o relacionamento entre tutores e pets”.
 
O valor da taxa inicial da franquia Cão Cidadão é de R$ 9.500,00, sendo que parte dessa quantia (R$ 4.750,00) deverá ser paga no ato da assinatura do pré-contrato, ou seja, no início do treinamento. O restante (R$ 4.750,00) será quitado na assinatura do contrato (esse valor poderá ser parcelado em até 12 vezes). As aulas de adestramento em domicílio têm o valor de R$98,00 (a partir de sete aulas no mês, esta quantia cai para R$ 93,00). Já as consultas de comportamento presenciais custam R$ 300,00 cada e as realizadas a distância, por Skype, R$ 110,00.
 
Atualmente, a Cão Cidadão está presente com franqueados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os interessados em fazer parte da franquia podem assistir a uma apresentação presencial ou online sobre o modelo de negócio da Cão Cidadão. A agenda está disponível em www.caocidadao.com.br.
 
SOBRE A CÃO CIDADÃO
Alexandre Rossi, conhecido como Dr. Pet criou a empresa em 1998(foto: Cão Cidadão/Divulgação)
Alexandre Rossi, conhecido como Dr. Pet criou a empresa em 1998 (foto: Cão Cidadão/Divulgação)
 
Criada em 1998 pelo zootecnista e especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, popularmente conhecido como Dr. Pet, a Cão Cidadão é uma empresa especializada em adestramento em domicílio e em consultas de comportamento. Sua missão é melhorar a integração do pet na família e na sociedade, por meio da educação. Todos os profissionais franqueados são treinados e constantemente avaliados, e utilizam o método Adestramento Inteligente, fundamentado em estímulos positivos e em recompensas, o que desperta nos animais o interesse em aprender.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade