Publicidade

Estado de Minas

Coça coça

Piolho em aves pode ser transmitido ao dono, além de predispor o animal a várias doenças


postado em 12/09/2015 00:09

Fazer higienização rotineira é a melhor forma de prevenir os parasitas(foto: Verdejava/Reprodução da internet)
Fazer higienização rotineira é a melhor forma de prevenir os parasitas (foto: Verdejava/Reprodução da internet)

Depressão, anemia, problemas respiratórios devido ao estresse, prurido, retardo no crescimento e anorexia ou ganho de peso. A infestação de piolho em aves é um problema mais sério do que se imagina. Além de todos os sintomas descritos, esse parasita pode, inclusive, predispor o pássaro a outras doenças. Se o caso não for tratado corretamente, ele pode vir a óbito.

As aves podem se infestar com piolhos, caso tenham contato com outras já doentes. Os parasitas costumam se esconder em ninhos ou áreas com menor iluminação, atacando durante a noite. Além dos sintomas, um dos sinais mais evidentes de que há algo errado com a ave é quando ela se bica excessivamente. Mas é preciso cuidado, já que esse hábito também é natural dos pássaros, como explica Alessandra Vitelli de Araujo, médica-veterinária e mestre em ciência animal do Criatório Comercial de Aves e Zoológico Vale Verde. “As aves têm a glândula uropigiana (formada de muco), que fica próxima à base da cauda. Ela passa o bico recolhendo a secreção, que é espalhada nas penas para impermeabilizá-las. A secreção também evita que o bico fique quebradiço.”

Para saber se a ave está ou não com piolho, é importante que o dono procure um veterinário, que fará o exame, identificando a causa da coceira, já que, além de piolhos, existem outros ectoparasitas e agentes que podem provocar os mesmos sintomas. Se o problema for detectado, o tratamento precisa ser iniciado imediatamente, para restabelecer a saúde da ave e evitar que ela transmita o parasita para algum companheiro.

LIMPEZA O tratamento consiste na desinfecção da ave e do ambiente em que ela vive, além de medicamentos que eliminam a infestação no animal. As aves infectadas devem ser mantidas em quarentena, e os ninhos trocados. Atenção e higiene são as melhores formas de manter os pássaros longe de infestações.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade