Publicidade

Estado de Minas

Professora Luciene Rodrigues assume atribuições de reitora da Unimontes

Docente assumiu temporariamente as atribuições inerentes ao cargo, que estava vago desde 4 de dezembro


postado em 14/12/2018 11:36 / atualizado em 14/12/2018 12:03

(foto: Christiano Jilvan)
(foto: Christiano Jilvan)


Por decisão do Conselho Universitário da  Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), a professora e conselheira Luciene Rodrigues assumiu, temporariamente,  as atribuições inerentes ao cargo de reitor da instituição, na tarde de quinta-feira. Os cargos de reitor e vice-reitor estão vagos desde 4 de dezembro. Naquela data, venceu os mandatos do ex-reitor João dos Reis Canela e do ex-vice-reitor, Antônio Alvimar Souza, mas o Governo do Estado  não nomeou os novos dirigentes da universidade para a gestão dezembro de 2018 a dezembro de 2022. E a primeira vez na historia de 56 anos de existência da Unimontes que a universidade vive esta situação.

Pelo regimento da instituição, o governador do estado deve nomear os seus gestores com base em lista tríplice das eleições para reitor e vice-reitor. A votação foi realizada na Unimontes em 18 de outubro.Após homologação do resultado do pleito pelo Conselho Universitário, em 8 de novembro, a lista tríplice foi encaminhada ao executivo, com os nomes dos professores e Antônio Alvimar Souza ( 40,33% dos votos), Rômulo Soares Barbosa (38,49%) e Dalton Caldeira Rocha (19,95%). No entanto, até hoje, não houve a nomeação dos novos gestores.

O Conselho Universitário da Unimontes aprovou o nome da professora Luciene Rodrigues para exercer temporariamente as funções de reitor  em reunião extraordinária, realizada na tarde de quinta-feira.  Pela decisão, ela deverá responder pelas atribuições do cargo até que seja feita a nomeação dos novos dirigentes da universidade pelo governador do estado.

Luciene Rodrigues, que pertence ao departamento de Economia da Unimontes e pós-doutora em Sociologia Econômica pela Universidade Nova Lisboa (Portugal), foi escolhida para exercer as atribuições do reitor  por ser a docente com o segundo maior tempo de vinculo efetivo com a universidade entre os integrantes do Conselho Universitário. Pelas normas vigentes, a  princípio, quem deveria ser indicada para assumir as funções de reitor seria a professora  Nair Amélia Prates, decana do Conselho Universitário. Mas, ela se recusou a assumir o encargo, alegando motivos particulares.


Publicidade