Publicidade

Estado de Minas

Noiva de Bruno está feliz com oficialização da separação do goleiro e sonha com casamento


postado em 24/11/2011 07:36

A dentista carioca Ingrid Calheiros Oliveira disse estar feliz com a separação do noivo dela, o goleiro Bruno Fernandes, da ex-mulher Dayanne Rodrigues. “Eu esperava por isso há muito tempo”, disse a dentista, prometendo uma surpresa para o seu casamento, que deve acontecer em breve. Bruno está preso há um ano e quatro meses na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, acusado pelo homicídio e ocultação de cadáver da sua ex-amante Eliza Silva Samúdio, em junho do ano passado. O advogado de Bruno, Cláudio Dalledone, tem esperança de colocá-lo em liberdade. Se não for possível, a cerimônia de casamento pode ser no presídio.

O advogado de Dayanne, Francisco Simin, protocolou ontem no Fórum Lafayette de Belo Horizonte o pedido de separação consensual da sua cliente e o jogador, que têm duas filhas pequenas. “O pedido será distribuído para uma das varas de família e o juiz pode homologar o pedido independente da audiência, dentro de 20 a 30 dias, pois a separação é de interesse do casal”, disse o advogado.

Bruno assinou o pedido de separação terça-feira à noite, no presídio. Ainda segundo o advogado, ficou arbitrado que a partir do divórcio, Bruno pagará pensão de dois salários mínimos, um para cada filha do casal. Bruno, Dayanne e outras seis pessoas são acusados de envolvimento no desaparecimento e morte de Eliza Samúdio. Dayanne responde ao processo em liberdade. Ontem, ela não foi encontrada em sua casa. Ela estaria trabalhando, segundo um irmão. De acordo com Simin, ela mora na Região da Pampulha e dá aulas particulares para estudantes do ensino fundamental.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade