Publicidade

Estado de Minas

Itamaraty lança concurso para diplomatas; salário inicial de R$ 19 mil

Podem concorrer candidatos com qualquer formação de nível superior


postado em 30/06/2020 06:32

(foto: Divulgação/Gov DF )
(foto: Divulgação/Gov DF )
O Ministério das Relações Exteriores (MRE) lançou, no Diário Oficial da União (DOU), desta terça-feira (30/6), o edital de abertura do novo concurso público para diplomatas do Itamaraty. De acordo com o regulamento, são 25 vagas para a classe inical de terceiro-secretário, sendo 18 para ampla concorrência, cinco para negros e duas para candidatops com deficiência. O concurso será realizado pelo Instituto Rio Branco (IRBr), com a colaboração do Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). 

A remuneração inicial do posto no Brasil é de R$ 19.199,06 (valor bruto). Para concorrer é necessário ser brasileiro nato; apresentar diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, emitido por instituição de ensino credenciada pelo Ministério da Educação (MEC); ter idade mínima de 18 anos; entre outros requisitos. 

O concurso será realizado em três fases: 

Primeira fase: prova objetiva, constituída de questões do tipo CERTO ou ERRADO de língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, história mundial, política internacional, geografia, economia e direito, de caráter eliminatório, e que habilitará os candidatos a se submeterem à fase seguinte. Esta etapa será realizada nas capitais dos 26 estados da Federação e no Distrito Federal; 

Segunda fase: provas escritas de língua portuguesa e língua inglesa, de caráter eliminatório e classificatório; e 

Terceira fase: provas escritas de história do Brasil, geografia, política internacional, economia, direito e língua espanhola e língua francesa, de caráter eliminatório e classificatório. 

A prova objetiva da primeira fase será constituída de 73 questões será aplicada nas capitais dos 26 estados da Federação e no Distrito Federal, na data provável de 30 de agosto de 2020, em dois períodos: o primeiro, iniciando-se às 9 horas e 30 minutos, com duração de três horas; e o segundo, iniciando-se às 15 horas, com duração de três horas. Na data provável de 24 de agosto será disponibilizada a consulta aos locais. Cada questão será composta por quatro itens para julgamento. O gabarito será divulgado em 30 de agosto. 

Na segunda fase, a prova escrita de língua portuguesa será aplicada nas capitais onde
houver candidatos aprovados na Primeira Fase, na data provável de 27 de setembro de
2020, e terá duração de cinco horas, com início às 14 horas. Já a prova de inglês será feita no mesmo horário no dia seguinte. 

E na terceira fase, as provas escritas terão duração de 4 horas cada e serão aplicadas nas capitais onde houver candidatos aprovados na segunda fase, nas datas prováveis de:

  • 31 de outubro de 2020: Prova de história do Brasil, iniciando-se às 9 horas;
  • 31 de outubro de 2020: Prova de geografia, iniciando-se às 15 horas;
  • 1º de novembro de 2020: Prova de política internacional, iniciando-se às 9 horas;
  • 1º de novembro de 2020: Prova de economia, iniciando-se às 15 horas;
  • 2 de novembro de 2020: Prova de direito, iniciando-se às 9 horas; e
  • 2 de novembro de 2020: Prova de língua espanhola e língua francesa, iniciando-se às 15 horas.

O procedimento de heteroidentificação complementar à autodeclaração dos candidatos negros será realizado após o resultado final da terceira fase. 

Serão classificados 60 candidatos aprovados no concuso. 

Inscreva-se!

Interessados devem se inscrever  entre as 8 horas de 6 de julho de 2020 e as 23h59 horas de 9 de agosto de 2020, pelo site da banca organizadora. A taxa custa R$ 224. 

Estará isento do pagamento da taxa de inscrição o candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), for membro de família de baixa renda ou for doador de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde. 

Descrição sumária das atribuições do cargo: aos servidores da carreira de diplomata incumbem, nos termos do art. 3º da lei nº 11.440/2006, atividades de natureza diplomática e consular, em seus aspectos específicos de representação, negociação, informação e proteção de interesses brasileiros no campo internacional. 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade