Publicidade

Estado de Minas

TJ de Alagoas: seleção é lançada para contrato de 30 mediadores

Chances são para nível superior


postado em 26/08/2019 12:08

(foto: Divulgação/TJAL)
(foto: Divulgação/TJAL)
Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) publicou edital de seu mais novo processo seletivo, que oferta 30 vagas para mediadores, que atuarão nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da capital e do interior. Do total de vagas, 10 serão para contrato imediato e 30 para formação de cadastro reserva. 
 
O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) está organizando a seleção. A jornada de trabalho dos selecionados será de 30 horas semanais, sendo seis horas diárias obrigatórias, podendo ocorrer em dois turnos, durante os períodos matutino e vespertino. A remuneração será de dois salários mínimos.

Para assumir o cargo é necessário ter idade mínima de 18 anos, não ter antecedentes criminais e ser bacharel em qualquer curso há pelo menos dois anos, tendo concluído o respectivo curso em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação e possuir Certifi cação em Curso de Formação de Mediadores e Conciliadores Judiciais, fornecido por Escola ou Instituição reconhecida pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (ENFAM). 

Inscrição e seleção

O período de inscrição ainda não foi definido, mas os interessados deverão se inscrever no site da Escola da Magistratura (Esmal). Não será cobrada taxa de inscrição, mas o candidato deverá levar 2 kg de alimento não perecível na data da prova.

Os candidatos deverão enviar no momento da inscrição carteira de identidade e CPF, título de eleitor, comprovante de residência, certidão negativa de crimes eleitorais, diploma ou certificado de conclusão do curso superior, certidões negativas criminais, currículo (plataforma lattes) e documentos necessários para avaliação curricular. 

O certame terá três fases. A primeira será uma prova objetiva de 50 questões, sendo dez de língua portuguesa e 40 sobre a área de atuação. As outras etapas são análise curricular e entrevista. Podem participar bacharéis em qualquer curso há pelo menos dois anos. 
 
O edital completo pode ser conferido através do Diário da Justiça Eletrônico


* Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 


Publicidade