Publicidade

Estado de Minas

Governo de Goiás suspende realização de novos concursos públicos

As informações foram confirmadas pela assessoria do órgão


postado em 12/04/2019 15:03 / atualizado em 16/04/2019 11:32

(foto: Divulgação/Prefeitura de Alvinópolis)
(foto: Divulgação/Prefeitura de Alvinópolis)
Governo de Goiás suspendeu a realização de novos concursos públicos devido a problemas de ordem fiscal. De acordo com a assessoria do órgão nenhum documento oficial sobre o assunto foi publicado, mas a realização dos concursos está temporariamente suspensa até que Goiás possa ter um melhor diagnóstico da realidade atual. 
 
Também está inclusa na decisão a análise do quantitativo de pessoal que aguarda nomeação das áreas prioritárias e da situação econômico-fiscal do Estado. A assessoria afirma que qualquer possibilidade de abertura de novos editais será anunciada. 

Seap/GO

A realização do concurso da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap/GO) que estava em andamento também foi suspensa. Segundo a assessoria ainda estão sendo convocados mais de 400 professores aprovados no último concurso. 

Além disso, há nomeações já determinadas pela justiça e outras judicializadas, mas ainda pendentes de conclusão. Todas essas situações estão sendo avaliadas de forma prioritária e com muita responsabilidade pelo Estado.

Em 2014 foi realizado o último cargo da Seap/GO que ofertou 305 vagas para o cargo de agente de segurança prisional, sendo 30 para candidatas do sexo feminino, 261 para o sexo masculino e 14 para candidatos com deficiência também do sexo masculino. Os candidatos receberam remuneração de R$ 2.847,23.

A seleção foi realizada por prova objetiva (conhecimentos gerais e específicos), prova discursiva, avaliação médica, prova de aptidão física, avaliação psicológica e curso de formação. As lotações foram para Aparecida de Goiânia, Uruaçu, Caldas Novas, Rio Verde, Itaberí, Formosa, Palmeiras e Luziânia. 

Para assumir o cargo foi necessário ter idade superior a 18 anos de idade, possuir diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação. 

O concurso público teve validade de dois anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo sendo prorrogado uma única vez, por igual período, a depender do órgão.


Publicidade