Publicidade

Estado de Minas

Deputado do Paraná anuncia concurso para policiais militares

A publicação foi feita pelo Twitter do deputado


postado em 25/03/2019 14:30 / atualizado em 27/03/2019 05:32

(foto: Divulgação/PM PR)
(foto: Divulgação/PM PR)
O deputado estadual do Paraná Mauro Moraes anunciou por meio do Twitter a realização de um novo concurso público para contratação de 2.400 policiais militares. A publicação afirma que o edital deve ser publicado ainda neste semestre. De acordo com a assessoria da PM ainda não há autorização para realização do concurso público. 

Em uma publicação de fevereiro feita no site do deputado já havia sido realizado um pedido para contratação da banca para organização do processo de seleção. “É uma etapa longa entre a realização da primeira prova e a última. Por isso é fundamental o lançamento imediato do concurso, visto que período entre a seleção, formação de Soldado e atuação nas ruas leva em média dois anos”, explica o deputado. 

O deputado também afirma que o lançamento do edital não implica em despesas para os cofres do Estado. Muito pelo contrário, a arrecadação decorrente das inscrições supera até mesmo o custo da contratação da banca. “Todo o recurso excedente do concurso será investido na formação dos Soldados”, afirma Moraes.

Último concurso

Em 2012 foi realizado o último concurso da PM PR para preenchimento de vagas de soldado policial militar e soldado bombeiro militar. Ao todo, foram ofertadas 5.264 vagas, sendo 4.445 para policiais militares e 819 para bombeiros militares. A bolsa auxílio do soldado de 2ª classe da PM é de R$ 1.463,03 e para 1ª classe é de R$ 3.225,99. 

A seleção foi realizada por prova de conhecimentos, exame de capacidade física, exame de sanidade física, avaliação psicológica e pesquisa social e documental. A prova de conhecimentos contou com disciplinas de língua portuguesa, matemática, história, geografia, informática, estatuto da criança e do adolescente e atualidades.  

Para assumir o cargo é necessário ter diploma de conclusão do ensino médio, ter no máximo 30 anos de idade na data do primeiro dia de inscrição, ou seja, não ter completado 31 anos no primeiro dia de inscrições.


Publicidade