Publicidade

Estado de Minas

Adasa DF: prazo para publicação do edital é prorrogado até setembro

Documento estava previsto para ser divulgado neste mês


postado em 14/03/2019 16:00 / atualizado em 18/03/2019 05:08

(foto: Divulgação/Adasa DF)
(foto: Divulgação/Adasa DF)
A Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal ( Seplag/DF) prorrogou o prazo para a publicação do edital do próximo concurso público da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa/DF). De acordo com o documento,publicado no Diário Oficial do DF,  agora, o edital deve sair em até 180 dias, ou seja, até setembro de 2019. 


Em setembro do ano passado, a Seplag havia informado que o edital saíria até este mês de março e que o órgão já estava autorizado a escolher a banca organizadora. De acordo com a Adasa, a prorrogação foi necessária para que todos os procedimentos relativos à contratação da examinadora sejam concluídos. 

 

O concurso vai oferecer 18 vagas para o cargo de regulador de serviços públicos e sete vagas para técnico de regulação de serviços públicos. O salário inicial do cargo de regulador é R$ 9.200 e o de técnico é de R$ 4.000.

Publicação no Diário Oficial do DF
Publicação no Diário Oficial do DF
Para exercer o cargo técnico é necessário dar suporte na área de regulação de recursos hídricos e de serviços públicos regulados pela empresa, além de participar de ações fiscalizadoras e executar atividades de suporte administrativo tais como: pesquisa e planejamento, gestão de pessoas, orçamento, finanças, patrimônio, material, logística e infraestrutura, microfilmagem, arquivo, documentação, comunicação e modernização.
 
Entre as funções do regulador estão planejar, fiscalizar e exercer o controle sobre as atividades de competência da Adasa, além de participar de programas de treinamento e assessorar atividades específicas de regulação, fiscalização e administração. 

último concurso para os cargos foi realizado em 2009. A banca organizadora foi a Fundação Universa. A avaliação foi por prova objetiva, discursiva e avaliação de títulos e de experiência profissional. As 143 vagas oferecidas foram distribuídas entre 110 para reguladores, oito, para advogados e 25, para técnicos. O salário variou entre R$ 2.914 e R$ 6.798.



Publicidade