Publicidade

Estado de Minas

Qualquer curso superior: CGE do Ceará prorroga inscrições para auditor

A aplicação das provas objetivas também foi prorrogada em um mês


postado em 07/01/2019 13:23 / atualizado em 09/01/2019 06:33

(foto: USP Imagens/Divulgação )
(foto: USP Imagens/Divulgação )
O prazo de inscrições do concurso público da Controladoria-Geral do Ceará (CGE/CE) foi prorrogado! Quem tiver curso superior em qualquer área de atuação pode concorrer as 25 vagas imediatas abertas para o cargo de auditor de controle interno até as 18h de 31 de janeiro. O prazo para pagar a taxa de inscrição, que custa R$ 150, também foi alterado e poderá ser feito até 25 de fevereiro. Os cadastros são aceitos pelo site da banca organizadora do concurso público, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

A data de realização das provas objetivas também foi alterada em um mês. Agora os candidatos inscritos serão testados em 17 de março. Os locais e horários de aplicação das provas serão divulgados pelo Cebraspe em 8 de março. Já o edital com o resultado final das provas, resultado final na primeira fase e de convocação para o curso de formação será publicado em 9 de abril.

Remuneração

De acordo com o regulamento da seleção, o vencimento inicial dos auditores é de R$ 4.281,16, valor correspondente a 40 horas de trabalho por semana, mas a ele é acrescido:

Gratificação de Desempenho de Atividade de Auditoria (GDAA), correspondente ao percentual de até 60% incidente sobre o valor da última classe/referência da respectiva tabela de vencimento da carreira (até a 1ª avaliação de desempenho, a GDAA corresponderá a até 52,5%);

Gratificação de Titulação, calculada sobre o vencimento básico da respectiva referência ocupada pelo servidor, sendo 15% para o título de especialista, 30% para o título de mestre e 60% para o título de doutor (percentuais não acumuláveis).

Áreas de atuação

São cinco áreas de atuação que os candidatos poderá escolher disputar: campo de atuação governamental, campo de atuação de obras públicas, campo de atuação de tecnologia da informação, área de correição e área de fomento ao controle social.

O concurso é composto por provas objetivas, curso de formação, avaliação psicológica, avaliação de títulos e avaliação biopsicossocial para os candidatos às vagas destinadas a pessoas com deficiência (5%).

Etapas

As provas vão cobrar conhecimentos em língua portuguesa; administração pública; língua inglesa ou espanhola; raciocínio lógico, quantitativo e analítico; administração financeira e orçamentária, auditoria governamental de processos com foco em riscos, direito administrativo, direito constitucional e conhecimentos específicos de cada área distinta de atuação.

Os exames serão aplicados no turno da tarde. Serão cinco horas para responder às questões.

Serão convocados para a matrícula do curso de formação (com 160 horas presenciais, em Fortaleza/CE) os candidatos classificados na primeira fase do concurso público, até o limite total da 75ª posição, respeitados os empates na última colocação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade