Publicidade

Estado de Minas ENEM

Movimento tranquilo na PUC, no primeiro dia de provas do Enem 2021

As provas foram liberadas para os candidatos às 13h30


21/11/2021 13:07 - atualizado 21/11/2021 13:46

Chegada de estudantes
Portões da PUC Minas foram fechados às 13h pontualmente (foto: Tulio Santos/EM/DA Press)
Os portões da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), no Bairro Coração Eucarístico, se fecharam pontualmente às 13h, neste domingo (21/11), no primeiro dia de provas do Enem 2021.

O trânsito fluiu bem durante a manhã e não houve candidatos que chegaram depois do fechamento dos portões.

Maria Luiza Lincher Muniz está no primeiro ano do ensino médio e entrou antes dos portões se fecharem, mas, quando foi procurar a sala, percebeu que havia esquecido a carteira de identidade.

Leia também: Enem 2021: Portal Uai e Chromos vão divulgar gabaritos extraoficiais

A sorte é que ela ligou para o pai, que conseguiu levar o documento em tempo. Maria Luiza faz a prova por treino, já que está ainda no primeiro ano do ensino médio. "Quero fazer a redação e também paguei por essas provas", afirmou. No final, deu tudo certo e ela conseguiu entrar.

Os portões foram abertos ao meio-dia. Os candidatos, que estavam em filas aguardando na área externa, puderam entrar para o câmpus. As provas foram liberadas às 13h30. Cerca de 3 milhões de candidatos se inscreveram em todo o Brasil, sendo 300 mil deles em Minas.

Bárbara Aguiar, de 20 anos é uma das candidatas que estão prestando o Exame Nacional do Ensino Médio. Ela vai tentar pontuação para o curso de medicina, na terceira vez em que faz a prova. Ela, que é estudante de enfermagem na UFMG, pretende mudar de curso.

Chegou com antecedência para não sofrer com imprevistos. A jovem acredita que a prova será diferente de anos anteriores devido à polêmica em relação ao governo Bolsonaro e o Inep, instituto responsável pela elaboração do exame.

Bárbara acredita que pode ocorrer uma mudança em relação aos conteúdos de diversidade. Para ela, um retrocesso para a educação no Brasil.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade