Publicidade

Estado de Minas INVESTIMENTO EM PESQUISA

Aluno da UFSJ vence prêmio Capes na área de biotecnologia

Com tese de doutorado sobre fármacos que têm eficácia para combater Zika vírus, Felipe Rocha levou a universidade à vitória pela primeira vez nesta área


13/10/2020 14:56 - atualizado 13/10/2020 15:15

Felipe Rocha avaliou o uso de fármacos já aprovados no mercado que possam se tornar antivirais para o tratamento do zika vírus(foto: UFSJ/Divulgação)
Felipe Rocha avaliou o uso de fármacos já aprovados no mercado que possam se tornar antivirais para o tratamento do zika vírus (foto: UFSJ/Divulgação)
O trabalho de conclusão de doutorado do estudante Felipe Rocha da Silva, do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ), foi o vencedor do Prêmio Capes de Teses deste ano.
 
Intitulada “Identificação de candidatos a antivirais contra zika virus selecionados por análises in silico e in vitro”, a pesquisa foi escolhida como a melhor na área de Biotecnologia. A elaboração do conteúdo contou com a orientação da professora Jaqueline Maria Siqueira Ferreira e a co-orientação do professor Alex Gutterres Taranto.
 
 
A tese foi elaborada de maneira interdisciplinar, abrangendo as áreas de virologia e bioinformática/química medicinal. Os estudos realizados mostraram que um fármaco, já aprovado pelo mercado, possui grande potencial para se tornar um antiviral no tratamento do zika vírus.
 
O resultado foi conseguido a partir de análises de bioinformática, desenvolvidas no Laboratório de Química Farmacêutica Medicinal, que identificaram estruturas químicas de compostos que poderiam contribuir para a multiplicação do Zika virus nas células-alvo.
 
De acordo com Felipe Rocha, a conquista é um reconhecimento pela dedicação e pelos estudos promovidos para desenvolvimento da pesquisa. “Esse prêmio é fruto de muito trabalho e persistência, sobretudo no cenário político atual, marcado pela desvalorização da pesquisa científica. Portanto, esse estudo promissor mostra a qualidade das pesquisas nas universidades brasileiras.”
 
A professora Jaqueline Maria Siqueira também comemorou o êxito de Felipe. “Essa premiação foi recebida com bastante entusiasmo e alegria, pois mostra o comprometimento da UFSJ e do PPGBiotec em produzir bons trabalhos.”

Conquista inédita

A tese do aluno Felipe Rocha foi a primeira do doutorado do PPGBiotec a ser inscrita no Prêmio Capes e já se sagrou vencedora na área de Biotecnologia. O triunfo ganha mais relevância devido ao pouco tempo de criação do Programa, que passou a ser oferecido em 2016, sendo os primeiros trabalhos concluídos e defendidos em 2019.
 
A coordenadora do PPGBiotec, Luciana Alves Rodrigues dos Santos Lima, destacou a importância da premiação para o curso de pós-graduação. “O prêmio representa o reconhecimento do PPGBiotec em âmbitos nacional e internacional. Também evidencia todo o esforço de professores e alunos na produção de pesquisas de alta qualidade, mostrando que estamos no caminho certo”, celebra.

A premiação

O Prêmio Capes de Tese é uma iniciativa que reconhece os melhores trabalhos de conclusão de doutorado defendidos em programas de pós-graduação brasileiros. Os conteúdos são avaliados de acordo com os seguintes critérios: originalidade, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação e o valor agregado pelo sistema educacional ao candidato. Criado em 2005, o prêmio abrange todas as áreas de conhecimento, que têm um representante na avaliação da pós-graduação stricto sensu.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade