Publicidade

Estado de Minas

Google muda definição de 'professora' após polêmica

Até a última terça-feira, o dicionário da plataforma estava associando o significado da palavra com a definição 'prostituta com que adolescentes se iniciam na vida sexual', classificada como 'brasileirismo'


postado em 23/10/2019 16:20 / atualizado em 23/10/2019 19:25

(foto: Reprodução/Google)
(foto: Reprodução/Google)
Nos últimos dias, a palavra ‘professora’ acabou sendo a mais pesquisada no Google. Isso porque o dicionário da plataforma estava associando o significado da palavra com a definição “prostituta com que adolescentes se iniciam na vida sexual”, classificada como “brasileirismo”. Porém nesta quarta-feira, o Google retirou a definição do ar, substituindo por “mulher que ensina e exerce o professorado”. 

Várias campanhas foram feitas para a remoção da definição. Várias pessoas, entre os quais muitos professores, compartilharam o print da busca e pediram para que seus seguidores denunciassem ao Google. “Quando você procura ‘professora significado’ no Google Brasil, aparece ‘prostituta com que adolescentes se iniciam na vida sexual’. Por favor, cliquem em ‘feedback’ e marque a opção ofensiva”, declarou uma internauta. 

A situação chegou até a gerar uma ação judicial proposta por estudantes de direito da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. 

“É certo que todas as mulheres, que exercem esta profissão, ao se depararem com a referida definição acessível na internet, sofreram mesmo que indiretamente as consequências de sua disseminação. Foi de extremo teor pejorativo discriminar a profissão docente feminina como sendo esta voltada a ‘iniciar’ a vida sexual de seus discentes. Deste modo, torna-se claro que não foi respeitado o direito de todo cidadão de ter sua dignidade e imagem preservada, uma vez que tais profissionais são agora, vítimas de comentários maldosos da própria profissão”, escreveram em trecho da ação.

O Google divulgou uma nova nota nesta quarta-feira explicando que as definições das palavras digitadas no banco de pesquisa são fornecidas pela Oxford University Press. “Trabalhamos com conteúdo licenciado de dicionários parceiros para ajudar nossos usuários a encontrar de forma fácil informações sobre palavras na Busca. Não editamos nem removemos as definições fornecidas pelos nossos parceiros que são os especialistas em idiomas. Em relação à palavra 'professora', a Oxford University Press, nossa parceira que trabalha com tradicionais editores de dicionário no Brasil, determinou que a segunda definição está em desuso e não é atual o bastante para ser incluída. A Oxford University Press removeu a definição e essa mudança está refletida nos resultados de dicionário exibidos na Busca para 'professora."

* A estagiária está sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade