Publicidade

Estado de Minas

Empresário do fitness, Daniel Cohen domina mercado de suplementos no Rio de Janeiro


postado em 03/04/2019 11:01

O empresário Daniel Cohen  Foto: Reprodução
O empresário Daniel Cohen Foto: Reprodução

Com apenas 26 anos, o empresário carioca Daniel Cohen  já se tornou um dos nomes mais relevantes do mundo fitness do Rio de Janeiro e reinventou o mercado de suplementos alimentares, tornando-se referência no setor. Em plena expansão de seus negócios, a loja Mundo Maromba para a quinta filial como consequência de sua estratégia de marketing e mercado.

Daniel recorda-se de sua infância, sua origem humilde e das lições aprendidas: "morávamos em Marechal Hermes, subúrbio do Rio de janeiro. Meu pai tinha acabado de falir a empresa dele de engenharia, estávamos quebrados e a contadora havia cometido uma série de erros que levaram a uma multa da Receita Federal de 150 mil reais para completar toda a falência. Passamos por um período difícil e por isso eu aprendi o valor de economizar cada centavo para realizar os meus objetivos, pois não queria pedir ao meu pai para comprar as coisas, sabia que ele não podia. Então comecei a economizar e a vender adesivos na escola e fazer minha própria renda".

Após concluir o ensino médio Daniel foi passar um período em Israel para estudar e lá descobriu por acaso não apenas o fisiculturismo, mas também uma grande oportunidade de negócios que mudaria sua vida para sempre: "Aos 17 anos, em 2010, fui morar em Israel e lá na escola judaica comecei a me dedicar mais a musculação e a suplementar de verdade, com Whey Protein, BCAA, creatina e pré treinos. Peguei gosto pelo esporte e pelos resultados que proporcionam no meu corpo. Em 2011 continuei por lá, e em alguns finais de semana eu ia pra essa escola que estudei no ano anterior passar o shabat com os velhos amigos. Então eles começaram a reparar que cada vez eu estava mais musculoso, e por isso começaram a me perguntar o que eu estava usando, que suplementos tomava e a pedir pra que levasse pra eles também. E foi dai que comecei a vender suplementos".

Inspirado pelo exemplo de inovação e brilhantismo de Steve Jobs, o ex CEO da Apple, Daniel começou sua empresa no quintal de casa, a princípio com suplementos que pegava em consignado, pois não tinha recursos financeiros: "Steve Jobs não é lembrado apenas pela criação, mas pelo marketing. Ele não vendia apenas celulares ou PCs mas vendia a marca, o desejo pelos produtos. Ele não inventou o celular e sim um produto pros ousados, rejeitados e os desajustados. Ele é lembrado por inovar mesmo contra todas as possibilidades. No meu caso, muitas pessoas diziam que vender suplementos alimentares não me daria futuro, que só faria vendas no verão e que eu tinha de procurar um emprego normal. Então fui em frente. Aos 21 anos, todo meu dinheiro era 500 Reais. Hoje, aos 26, faturamos mais de R$ 10 milhões", conta.

Daniel Cohen ao lado de Fernando Giga e Caio Sirahata, o Japa Morfo em sua loja no Norte Shopping  Foto: Reprodução / Instagram
Daniel Cohen ao lado de Fernando Giga e Caio Sirahata, o Japa Morfo em sua loja no Norte Shopping Foto: Reprodução / Instagram

Em 2012, Daniel Cohen voltou para o Brasil e os negócios de venda de suplementos não paravam de crescer: "Comecei a faculdade de Direito mas não conclui o curso porque as vendas aumentaram muito e eu não tinha como dar conta da faculdade e dos negócios, entregas e etc. Meu telefone tocava toda hora durante a aula".

O talento para as vendas o acompanhava desde criança e foi fundamental para seu sucesso neste negócio: "Desde os 10 anos de idade eu fazia vendas de colares, adesivos e tudo que eu podia na escola. Descobri meu dom naquela época. Amo fazer vendas. Minhas redes sociais já eram bastante movimentadas, mesmo antes do boom dos digital influencers, e eu falava muito sobre esse mundo da musculação. No início eu pegava os suplementos consignados, vendia e depositava o valor referente no dia seguinte. Eu anunciava no Facebook, os clientes me chamavam e eu marcava a entrega. Assim fui vendendo bastante e ganhando nome no meio e comecei a virar uma referência. Então me vi precisando criar um nome, uma marca para os meus negócios. Foi quando veio o nome Mundo Maromba em entre o fim de 2012 e 2013 e depois expandimos do virtual para as lojas físicas e do varejo para o atacado".

Central de distribuição e logística da Mundo Maromba Suplementos  Foto: Reprodução
Central de distribuição e logística da Mundo Maromba Suplementos Foto: Reprodução

Em dezembro de 2016, Daniel abriu sua primeira loja física com um primo e com o sucesso dos negócios começaram a abrir outras filiais. Hoje já são 4, todas situadas na zona norte do Rio de Janeiro: Marechal Hermes, Madureira, Norte Shopping e Vila Valqueire: "estamos para abrir uma nova loja no Madureira Shopping que será a quinta loja física. Além disso somos a principal distribuidora do Rio de Janeiro. Em apenas dois anos expandimos para além do que se poderia imaginar. Alcançar o respaldo que o Mundo Maromba tem hoje no mercado em tão pouco tempo é algo incrível. Criamos uma marca para pessoas reais e o trabalho de marketing fez com que as pessoas desejassem os nossos produtos".

Loja Mundo maromba em Marechal Hermes com a presença do influenciador digital Toguro  Foto: Reprodução
Loja Mundo maromba em Marechal Hermes com a presença do influenciador digital Toguro Foto: Reprodução

Além de conhecido como influenciador digital, pelas frases motivacionais e fotos que posta nas suas redes sociais, Daniel Cohen tem bom relacionamento com grandes influencers do fisiculturismo como Gracyanne Barbosa, Toguro, Renato Cariani, Donaire, Leo Stronda, Bruno Moraes, Aricia Silva e Eva Andressa: "Tenho convidado estes influenciadores, que já são amigos, para fazer presenças VIP em minhas lojas e tem sido um sucesso. Isso mostra a força e a proporção do fisiculturismo no Rio de Janeiro e como o número de praticantes de musculação não para de crescer".

O empresário tem planos futuros de expansão também como palestrante e escritor: "estou concluindo meu livro, que está em fase final de revisão e pretendo lançar com mais 5 cursos no formato e-book e convidar alguns influenciadores do mundo fit e do empreendedorismo para divulgar como afiliados. Além disso, investir no meu trabalho de mentoria e coaching que já desenvolvo para empresários do ramo em todo Brasil e começar a dar palestras em breve. A única coisa que ainda não faço por falta de tempo é dar palestras, mas de fato tenho esse interesse. Quero falar de como o empreendedorismo mudou a minha vida e pode influenciar positivamente outras pessoas a mudarem de vida também".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade