Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Secretário se nega a falar sobre câmbio e taxa de juros durante evento


postado em 26/11/2019 16:30

Enquanto o Banco Central (BC) realiza intervenções sucessivas no mercado de câmbio nesta terça-feira, 26, o secretario de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, disse que não cabe a ele comentar sobre câmbio e taxa de juros, mas sim ao BC. "Juros e câmbio são prerrogativas do Banco Central. O BC tem ampla agenda sobre isso", completou, no debate "Desafios para 2020, o Brasil que nos aguarda", organizado pelo jornal Correio Braziliense.

Ao afirmar que não poderia comentar sobre câmbio, já que esse é um tema do BC, Sachsida foi provocado pela plateia, que lembrou as recentes declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o tema.

O secretário apenas sorriu.

Ainda assim, ele elogiou medidas que a autoridade monetária vem tomando dentro da Agenda BC#, para aumentar a competição do setor financeiro e tentar reduzir os juros cobrados de famílias e empresas. "O governo Bolsonaro é pró-mercado, por isso apoiamos essa agenda pró-competição", completou.


Publicidade