Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Pagamento de tarifas da China é possível por desvalorização de moeda, diz Trump


postado em 03/08/2019 10:03

O presidente americano, Donald Trump, afirmou há instantes no Twitter que as "dezenas de bilhões de dólares" pagas pela China por meio das tarifas impostas pelos Estados Unidos a bens exportados são possíveis porque o gigante asiático desvaloriza sua moeda e estimula sua economia.

"As coisas estão indo muito bem com a China", escreveu Trump."Eles [China] estão nos pagando dezenas de bilhões de dólares, possibilitados por suas desvalorizações monetárias e injetando quantias enormes de dinheiro para manter seu sistema funcionando", atacou. Ele acrescentou, ainda, que, "até agora", o consumidor americano não tem pago pelas tarifas impostas a Pequim e reiterou que "não há inflação" no país.

O presidente americano voltou a criticar o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) ao dizer que não recebe "nenhuma ajuda" da instituição. Trump já classificou a autoridade monetária, que cortou os juros em 25 pontos-base na última quarta-feira, como "maior ameaça" à economia americana e diz que os juros estão "muito altos".

Na última quinta-feira, Trump anunciou tarifas de 10% sobre US$ 300 bilhões em bens chineses, um montante que ainda não havia sido alvo das barreiras tarifárias impostas a Pequim em meio à guerra comercial. O anúncio ocorreu um dia após o térmico de uma rodada de negociações entre delegações dos dois países em Xangai.

Hoje, também na rede social, o republicano afirmou que os EUA têm sido procurados por países que desejam negociar pactos comerciais "reais", "e não os acordos unilaterais de terror feitos por governos passados". Trump acrescentou que outras nações não desejam ser tarifadas por Washington.


Publicidade