Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Relator da reforma deixa reunião com minoria e diz que prazos estão mantidos


postado em 05/06/2019 14:04

Lideranças e deputados de partidos da oposição pediram mais prazo para que o relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), apresente seu relatório na Comissão Especial que analisa a matéria na Câmara. O deputado tucano, no entanto, afirmou que vai manter os prazos estabelecidos por ele.

"Prazo ainda é aquele de quinta a segunda", disse ele nesta quarta-feira, 5, ao deixar uma reunião nesta manhã na liderança da Minoria na Câmara.

O relator não quis entrar em outros detalhes sobre o que foi discutido ou sobre como está ficando o relatório. Ao ser questionado se Estados e municípios serão mantidos no seu texto, ele disse apenas que, neste momento, a Câmara "está bem dividida sobre a questão". Na sequência, ele comentou que alguns governadores estão em Brasília nessa semana para conversar com os deputados sobre o tema.

Na terça-feira, 4, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou que a Câmara caminha para um acordo para que Estados e Municípios aprovem suas reforma da Previdência por maioria simples, por meio de projeto de lei ordinário.

A afirmação foi feita durante palestra para estudantes de direito em Brasília. "Eu acho que está se chegando meio em um acordo de se transferir pelo menos a responsabilidade de que as assembleias votem por maioria simples e não por 3/5 dos votos", disse ele.

Deputados da oposição que participaram da reunião com o relator Samuel Moreira disseram que pediram apenas mais prazo para que ele apresente o relatório. José Guimarães (PT-CE) afirmou que foi solicitando que ele realize outra reunião com a oposição antes de apresentar seu relatório. "Ele não disse nem que sim nem que não", afirmou.

A líder da Minoria, deputada Jandira Feghali (PCdoB-SP), disse que o relator ainda tem uma série de dúvidas em seu relatório e que, por isso, o ideal é que ele ampliasse o prazo para a conclusão do texto. "Ele está com uma série de dúvidas ainda, inclusive sobre capitalização", disse.

Sobre Estados e municípios, a deputada afirmou que ainda não há um consenso sobre isso entre a oposição e que isso não foi debatido na reunião.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade