Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Andrade: Resultado do BC transferido ao Tesouro auxilia na regra de ouro


postado em 29/08/2018 19:01

O chefe do departamento de contabilidade e execução financeira do Banco Central, Arthur Andrade, confirmou que o lucro de R$ 165,9 bilhões do BC no primeiro semestre ajudará o governo a cumprir a regra de ouro. Ele esclareceu que o valor, que será transferido ao Tesouro Nacional em até 10 dias úteis, não tem impacto no resultado primário.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje o balanço do Banco Central referente ao primeiro semestre de 2018. A instituição registrou lucro de R$ 165,9 bilhões no período. O secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, já havia adiantado que o lucro do BC será usado integralmente para ajudar no cumprimento da chamada regra de ouro do Orçamento em 2019.

"O resultado é uma valorização contábil dos instrumentos do BC (reservas, compromissadas e carteira de títulos), e não significa que a instituição foi mais ou menos eficiente", afirmou Andrade.

No primeiro semestre, o BC teve um resultado operacional positivo de R$ 19,7 bilhões e um resultado positivo de R$ 146,2 bilhões com operações com reservas internacionais e derivativos cambiais.

"Com a depreciação do real frente ao dólar em 16,5% no primeiro semestre do ano (de R$ 3,31 para R$ 3,86) fez com que os resultados com as reservas internacionais fossem elevados no período", completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade