Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Marun: Governo deve antecipar medidas de estímulo ao setor imobiliário


postado em 07/08/2018 21:54

O ministro de Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta terça-feira, 7, que existe uma "tendência" no governo de antecipar para este ano o aumento no valor máximo de imóveis que podem ser comprados com recursos do FGTS. A princípio, o novo teto de financiamento, de R$ 1,5 milhão, começaria a valer em 1º de janeiro de 2019.

"O governo está antecipando, pelo menos pelo o que estou vendo, com objetivo de ativar a economia, de incentivar os setor. A decisão política vem no sentido de que é medida que pode auxiliar o setor (da construção civil) e contribuir para o crescimento econômico", declarou Marun em coletiva de imprensa.

Ele disse que a antecipação deve ser feita "o mais cedo possível". Mas, depois, ponderou que não participou de nenhuma reunião que tenha "batido o martelo" sobre o assunto.

De acordo com fontes, a discussão de antecipar a elevação do teto não passou pela área econômica. Como a medida foi bem recebida pela população, a área política pressiona para que seja antecipada, o que poderia render frutos ainda durante o governo Temer.

Marun negou que o governo tenha intenção de antecipar a medida para evitar que o próximo governo fique com o mérito da decisão. Segundo o ministro, objetivo seria apenas melhorar a economia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade