Publicidade

Estado de Minas

Sem reformas para solvência do Estado, não temos para onde ir, diz Lozardo


postado em 11/06/2018 16:24

Brasília, 11 - O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Ernesto Lozardo, afirmou nesta segunda-feira, 11, que o País "não tem para onde ir" sem a aprovação de reformas que resultem na solvência do Estado - entre elas a da Previdência. "As reformas terão que ser feitas rapidamente, isso é inquestionável", disse.

Lozardo participou há pouco da cerimônia de lançamento da consulta pública sobre a Estratégia Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social 2020-2031. O Ipea participou da formulação do documento.

O presidente do instituto defendeu a iniciativa e disse que um país emergente como o Brasil não pode caminhar sem um planejamento de longo prazo. "Não dá para esperar que o mercado traga as soluções", afirmou.

Ele ressaltou, porém, que o Estado deve atuar como "articulador do desenvolvimento", apenas. "Ele não é vetor", disse Lozardo, ressaltando o passado de "irresponsabilidade fiscal" do País.

(Idiana Tomazelli)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade