Publicidade

Estado de Minas

Partidos de esquerda formam frente contra reforma da Previdência


postado em 07/02/2018 13:48

Brasília, 07 - Os partidos de esquerda, como PT, PDT, PCdoB e PSOL, que juntos somam 95 deputados na Câmara, vão adotar uma estratégia conjunta para tentar impedir a aprovação da reforma da Previdência.

Reunidos nesta quarta-feira, 7, o grupo decidiu que irá lançar, no próximo dia 20, data em que está marcada a votação, um manifesto contra as mudanças nas regras da aposentadoria. "Queremos que a reforma seja pautada, porque nós vamos derrotá-la", disse o líder do PDT na Câmara, deputado André Figueiredo (CE).

Além da Previdência, os partidos também irão formar uma frente que envolva os pré-candidatos à Presidência de cada legenda. A ideia é traçar pautas conjuntas, mas sem se comprometer com uma aliança eleitoral em torno de um único nome. "Será uma união de atuação, não significa uma união eleitoral", afirmou Figueiredo.

Com a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os partidos que costumavam apoiar o PT nas eleições trabalham para lançar seus próprios candidatos. No PDT, o nome é Ciro Gomes. O PCdoB já lançou a deputada estadual Manuela D'Ávila. E o PSOL espera a filiação do coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos.

(Isadora Peron)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade