Publicidade

Estado de Minas EMPREENDEDORISMO

Franquias: chegou a vez de lançar novas marcas

Ser um franqueado sempre foi sinônimo de segurança para quem pensa em abrir o próprio negócio. Mas além de apostar em empresas já conhecidas pelo mercado consumidor, setor vem abrindo espaço para o novo


postado em 13/10/2013 09:29

Na próxima semana, Diego inaugura duas franquias de uma só vez, em Boa Viagem. Ele escolheu a área de idiomas e cursos profissionalizantes(foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press)
Na próxima semana, Diego inaugura duas franquias de uma só vez, em Boa Viagem. Ele escolheu a área de idiomas e cursos profissionalizantes (foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press)
Franquia. Até pouco tempo atrás, este nome soava como um empreendimento distante para os candidatos que desejavam sair da qualidade de empregados para patrões. Estrutura, custos elevados e falta de mão de obra qualificada eram só alguns dos obstáculos. Ainda são. Mas o panorama começou a mudar à medida que a economia brasileira foi se equilibrando. Agora, ser franqueado nunca esteve tão evidente no mercado.

Tanto que as franquias brotam feito água em fonte nos médios e grandes centros urbanos. Os números dizem tudo. Um levantamento da consultoria Rizzo Franchise, relativo a 2013, mostrou que até junho passado foram instaladas 4.591 franquias no Brasil. O total equivale a 765 inaugurações por mês, 25 por dia ou três por hora útil. Tem mais: 76 novas marcas franqueadoras chegaram ao mercado brasileiros.

O cenário anda tão promissor que não tem sido necessário ter uma bagagem extensa no mercado de trabalho para virar dono do negócio. O estudante de administração Diego Ferreira tem apenas 21 anos, mas resolveu apostar no setor mais cedo diante do potencial a ser explorado. A aposta, aliás, é duplamente ousada: na próxima semana, Diego inaugura na Zona Sul do Recife duas franquias de uma só vez, em Boa Viagem.

Depois de um ano de intensas pesquisas entre as alternativas mais viáveis e seguras do mercado, ele resolveu investir em cursos profissionalizantes e idiomas, através das franquias Evolute e Pop Idiomas, respectivamente. As opções, inclusive, estão entre as mais procuradas pelos interessados. A veia empreendedora é herança dos pais, donos de uma imobiliária. “Tive incentivos da minha família para começar um negócio e enxerguei no segmento de franquias uma possibilidade de sucesso, já que o mercado está crescendo no Nordeste”, explica Diego. Na Evolute, são cerca de 60 modalidades de cursos, em áreas como tecnologia, saúde e construção civil. No caso da Pop Idiomas, as opções são as mais comuns do mercado de educação, como inglês e espanhol.

Mesmo sendo uma escolha planejada, as alternativas de Diego fugiram do atual quadro. Segundo a Rizzo Franchise, a pesquisa semestral “Impacto do Franchising na Economia Brasileira - 1º semestre de 2013” apontou que as franquias de alimentação especializada (bebidas, chocolates, churrascaria e salgados) foram as que mais ganharam novos franqueadores nos seis primeiros meses deste ano. Em seguida, aparecem os grupos de saúde e beleza e negócios e serviços ocupando o segundo e terceiro lugares no ranking de crescimento, respectivamente. Hotelaria e turismo, limpeza e conservação e informática e eletrônicos também são setores bastante explorados.

O relatório mostrou ainda um segundo ranking do número de novos franqueados no mercado. A primeira posição foi conquistada pelo setor de negócios e serviços, com a adesão de 873 novos franqueados. “O crescimento tem sido gradativo nos últimos cinco anos. Para o mercado, ainda significa operações pouco consolidadas”, avaliou Marcus Rizzo, sócio da consultoria. A lista teve como base 2.655 redes franqueadoras.

Investir em uma franquia requer, no entanto, um planejamento detalhado. Até por que você precisa ter o retorno do investimento. No caso de Diego, a relação custo-benefício pesou na escolha. “O investimento total nas duas franquias foi em torno de R$ 50 mil. Como tenho imóvel próprio, os gastos diminuiram”, revelou. E o próximo passo? “Vou esperar a resposta do mercado, mas a ideia é expandir para a Zona Norte”, completa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade