Publicidade

Estado de Minas

Presentes para o Dia dos Namorados podem chegar a R$ 150 em BH

Maioria vai usar a moeda de plástico para financiar os produtos. Roupas lideram a lista


postado em 28/05/2013 11:21 / atualizado em 28/05/2013 11:26

O volume de vendas geradas pela data deve movimentar entre R$ 2,22 a R$ 2,24 bilhões, crescimento entre 4,5% a 5,5% em relação ao mesmo período de 2012(foto: Euler Junior/EM/D.A/Press)
O volume de vendas geradas pela data deve movimentar entre R$ 2,22 a R$ 2,24 bilhões, crescimento entre 4,5% a 5,5% em relação ao mesmo período de 2012 (foto: Euler Junior/EM/D.A/Press)
A maioria dos consumidores da capital vão gastar até R$ 150 com os presentes do Dia dos Namorados, a terceira melhor data para o varejo da capital, atrás do Natal e do Dia das Mães. Os dados são de uma pesquisa divulgada nesta terça-feira pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-MG), que entrevistou 400 consumidores da cidade.

O volume de vendas geradas pela data deve movimentar entre R$ 2,22 a R$ 2,24 bilhões, crescimento entre 4,5% a 5,5% em relação ao mesmo período de 2012. Alguns dos fatores que contribuirão para este crescimento, na opinião do vice-presidente da CDL/BH são a evolução positiva do emprego, da renda e do crédito que têm estimulado o consumo.

Diferentemente do ano passado, os presentes deste ano serão pagos em parcelas no cartão de crédito segundo 40% dos entrevistados. Em 2012, a maioria dos entrevistados pagariam o presente em espécie. Pela pesquisa divulgada hoje, o dinheiro foi escolhido como segunda opção (28,4% das respostas), seguido de cartão de débito (13,58%).

O levantamento também mostrou que os lojistas podem se preparar, pois o consumidor continua deixando as compras para a última hora. Segundo 69,95% dos entrevistados as compras serão feitas no mês de junho. “A indecisão na hora das compras e talvez a esperança de uma dica melhor por parte do namorado ou namorada, aliado à tendência de deixar tudo para a última hora movimentará as lojas no mês de junho”, explica o vice-presidente da CDL/BH, Vilson Mayrink.

O segmento campeão de vendas continua sendo o de vestuário, com 39,09% das respostas, o que confirma a tendência de presentear com artigos úteis. Calçados ficou em segundo lugar com 20,97% das respostas, seguido de perfumes/cosméticos (12,25%), flores (5,2%), não sabe ainda o que comprar (5,03%), livraria e papelaria (3,69%), joias/bijuterias (2,85%), bombons (2,68%), viagens (2,35%), celular (2,01%), eletro/eletrônicos (1,68%), CDs/DVDs (1,01%), móveis (0,34%) e cama, mesa e banho (0,17%).

Local das compras

De acordo com 41,98% dos consumidores, as compras serão feitas nos shoppings centers. Em seguida, na região onde mora (14,57%), lojas do hipercentro (8,4%), internet (4,2%), Savassi (3,95%), Barro Preto (3,7%), centros comerciais (3,21%); shopping popular (2,47%) e não têm preferência (17,53%). Além dos presentes, a comemoração do Dia dos Namorados será feita com jantar fora de casa (34,16%), cinema ( 15,35%), almoço (9,41%), motel (6,93%).


Publicidade