Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Restaurante Horizontes une gastronomia e o belo visual das montanhas

Instalada no alto da Serra da Moeda, casa comandada pela chef Juliana Bhering dá toque mineiro a pratos internacionais


postado em 22/03/2019 05:06

Restaurante fica no topo da Serra da Moeda(foto: Letícia Alves/divulgação)
Restaurante fica no topo da Serra da Moeda (foto: Letícia Alves/divulgação)
O verso “Eu não tenho paredes/ só horizontes”, de Mário Quintana, inspirou a chef Juliana Bhering a criar o Horizontes Restaurante, em Brumadinho. Situada no alto da Serra da Moeda (ao lado do clube de voo livre), a casa oferece um visual privilegiado das montanhas.

“O nome Horizontes só faz sentido quando se está aqui. A tranquilidade deste lugar e a vista maravilhosa dão a sensação de liberdade. Sentimos como se nada estivesse nos prendendo”, afirma a chef.

Localizado no município de Brumadinho, o restaurante fica mais próximo de Nova Lima, numa região que recebe visitantes dos mais diferentes perfis. Foi justamente pensando nesses turistas que Juliana criou o cardápio da casa.

Pratos internacionais ganharam um jeitinho mineiro. “É o caso do arroz com frutos do mato. Já existe a receita com frutos do mar, nós a adaptamos e criamos outra com toques da culinária de Minas”, brinca a chef. A paella tem açafrão-da-terra, abobrinha, pimentões coloridos, cebola, cogumelos, couve-flor, ervilha torta e brócolis (R$ 29, individual).

Outra adaptação é a bochecha de boi cozida na cerveja. Tipicamente alemão, o prato é servido com polenta cítrica e quiabo assado (R$ 29, individual).

Por sua vez, o domingueira é brasileiríssimo: frango assado com arroz, farofa e vinagrete (R$ 128 para quatro pessoas). Entre as sobremesas, destaca-se o espetinho de doces mineiros. Com mamão, figo, laranja e goiabada, é servido com sorvete universal de queijo e doce de leite (R$ 18).

Para beber, há cervejas artesanais (a partir de R$ 14/600ml). A carta de vinhos traz 25 rótulos (a partir de R$ 64 a garrafa).

Aberto em 26 de janeiro, um dia depois do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, o restaurante fica distante da área onde ocorreu o desastre, mas seu funcionamento foi afetado pela tragédia.

Desastre “Nossa ideia sempre foi usar todos os produtos daqui da região. Antes de abrir, fizemos contato com a Secretaria Municipal de Agricultura e com produtores locais para negociar com eles. Porém, com o desastre da Vale, os agricultores perderam tudo e tivemos de comprar de outros lugares”, explica a chef. “Graças a Deus, nossos funcionários não foram atingidos, mas perderam familiares e amigos”, observa Juliana Bhering.

O restaurante, que fica num parque ecológico, abriga uma área de Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de 150 mil metros quadrados.

* Estagiário sob orientação da editora-assistente Ângela Faria

HORIZONTES RESTAURANTE
Estrada da Serra, 10, Brumadinho, ao lado do Clube de Voo. (31) 97114-7273. Sexta-feira, das 18h à meia-noite; sábado, das 12h à meia-noite; domingo, das 12h às 19h.


Publicidade