Publicidade

Estado de Minas EXPERIÊNCIA DIGITAL

Nem Millennials, nem Geração Z: idosos se destacam como influenciadores

Influenciadores digitais com mais de 60 anos conquistam seguidores com análises de séries e filmes, relatos do cotidiano e humor nas redes sociais


26/07/2021 13:08 - atualizado 28/07/2021 10:09

Genilda e Genilza comandam o canal Dona Gêek(foto: Arquivo Pessoal)
Genilda e Genilza comandam o canal Dona Gêek (foto: Arquivo Pessoal)

Para além de tricotar, bordar ou cuidar dos netos. Quem frequenta as redes sociais e está de olho nos perfis virtuais percebe que os idosos estão cada vez mais presentes e influentes neste ambiente. E o melhor: estão falando de tudo, fazendo de tudo e trazendo mais diversidade para um espaço que ainda é de maioria jovem. A explosão de influenciadores digitais idosos está presente em vídeos, fotos e performances nas redes sociais.

Foi o caso de Nelson Miolaro, o Vovô TikToker, sucesso gigantesco nas plataformas de vídeos curtos, recriando, juntamente com a esposa, situações e momentos que são muito associados a jovens e adolescentes. Devido a um acidente doméstico, Nelson, que tinha quase 9 milhões de seguidores, faleceu em 15 de julho.

Os conteúdos criados pelos idosos são múltiplos, como vídeos com danças e coreografias, atuações dramáticas, cenas de cotidiano, críticas de filmes e séries, e desafios. As plataformas utilizadas para as publicações também são muitas, como YouTube, Instagram, Facebook, TikTok e blogs.
 

Diversidade nos conteúdos

Malu Silva, de 60 anos, começou sua jornada como influenciadora digital explorando diversos formatos e plataformas na internet. Trazendo sua experiência em veículos de comunicação, a Vovó Blogueira de Brasília, como é conhecida, apostou inicialmente em um blog sobre celebridades, assunto em que mais gosta de falar e acompanhar. 

No início, era apenas um hobbie, mas a atividade foi se tornando cada vez mais séria e parte de sua rotina. “Eu sempre gostei muito de internet, tudo que é novidade eu gosto de conhecer, de participar”, comenta Malu.

Malu Silva traz suas experiências como comunicadora para o ambiente digital(foto: Facebook/Reprodução)
Malu Silva traz suas experiências como comunicadora para o ambiente digital (foto: Facebook/Reprodução)


O blog, chamado Malu & Celebridades, que já chegou a ter mais de 37 mil acessos diários, foi uma das portas de entrada de Malu para o ambiente digital. Mas ela não parou por aí. Atualmente, utiliza o Instagram, que conta com mais de 16 mil seguidores, para suas publicações, falando sobre o seu dia a dia, dando dicas de atividades e eventos, e fazendo parcerias com outras marcas e produtos. 


Residentes no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro, o cenário da maioria dos vídeos é a própria casa de Maria e Luciene, que atualmente são vizinhas bem próximas de Raphael.

Raphael é quem produz os vídeos. Apesar disso, sua madrinha e sua avó quase sempre são presenças confirmadas, roubando a cena nas gravações. As amigas afirmaram que desde o início toparam participar das filmagens. Mesmo nunca tendo feito algo parecido, e afirmando que as cenas não são ensaiadas ou treinadas, o sucesso foi quase instantâneo, com vídeos batendo milhões de visualizações na plataforma.

Maria e Luciene não se intimidam mais com a presença das câmeras(foto: Youtube/Reprodução)
Maria e Luciene não se intimidam mais com a presença das câmeras (foto: Youtube/Reprodução)


Tanto Maria quanto Luciene apostam na naturalidade e espontaneidade e contam que o bom-humor está sempre presente no momento em que começam a gravar. Às vezes temos crises de riso durante as gravações, por isso é tudo natural nos vídeos”.

O carisma, a animação e a motivação de ambas estão conquistando fãs tanto na internet quanto no dia-a-dia, tanto que já se consideram famosas, sendo reconhecidas na rua em diversos momentos.

Atualmente, o perfil de Raphael no TikTok já está alcançando quase 2 milhões de seguidores. Para o influenciador, tudo aquilo que conquistou e está conquistando é graças a sua família e principalmente a sua avó e sua madrinha, principalmente com a participação delas nos vídeos. “Eu só cheguei aqui hoje por causa delas, isso foi um diferencial muito grande para mim aqui na internet”, destaca Raphael.

Dupla geek vira sensação

Dona Genilda, de 65 anos e Dona Genilza, de 62, são duas irmãs geeks apaixonadas por cinema. Janaína, filha de Genilda, observando essa paixão de sua mãe e sua tia por esse universo, sugeriu que as irmãs criassem um canal no Youtube para comentar sobre séries, filmes, quadrinhos e animes que acompanhavam. 

“Nós sempre assistimos às séries durante a noite. No dia seguinte, sentamos no sofázinho aqui de casa e uma vai contar para a outra o que assistiu.” cita Genilda, como um dos principais motivos para perceber que podiam criar um canal no Youtube e comentar sobre aquilo que gostavam. 



O amor por esse universo vem desde a infância, com a leitura de histórias em quadrinhos, passando por acompanhar essas histórias adaptadas em séries pela TV abertas e agora pelas plataformas de streaming.

Genilda cita a preferência por séries sobre polícias e aquelas que retratam zumbis, vampiros e criaturas não-humanas. Além disso, também acompanha diversos animes e séries coreanas. Já Genilza, prefere séries médicas, séries de guerra e opta por não acompanhar aquelas tão sanguinolentas.

Expansão durante a pandemia

Com a pandemia, e as salas de cinemas temporariamente fechadas, encontraram ainda mais motivos para a vida de influenciadoras, falando daquilo que amam, da forma que preferem e sendo uma das primeiras pessoas idosas, no Youtube, abordando esses assuntos. Os frutos da proposta do canal já são visíveis, atingindo a marca de 3,94 mil inscritos e quase 130 mil visualizações.

Esta diversidade que promovem nos vídeos está sendo um dos principais resultados do canal, de acordo com as irmãs. “Somos duas senhoras idosas, negras, moradoras da periferia e que estamos falando sobre assuntos que podem estar ao alcance de todo mundo” destaca Genilza.
Para as irmãs, o canal significa diversão e tem como objetivo mostrar como a idade não pode tirar o prazer do seu dia-a-dia e muito menos interferir nas atividades da rotina. “Envelhecer não é o fim, ainda mais quando você chega aos 60. Um pouco das condições que você idoso tiver, tire um tempo para se divertir e aproveitar, principalmente assistindo filmes e séries”

Maria e Luciene, ou melhor, a avó e a dinda, como são mais conhecidas, destacam como os vídeos produzidos pelo Raphael estão contribuindo muito também com a vida pessoal mudando a rotina e trazendo mais alegria para dentro de casa, eu sinto muito prazer e satisfação, pra minha saúde eu me divirto mais” diz Luciene. “Pra mim sempre é ótimo gravar, eu sou aposentada, não trabalho mais. Ficar parada em casa é horrível, então, duas ou três vezes por semana que o Rapha chama a gente pra gravar é uma movimentação, pois estou me distraindo”, comenta Maria.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade