Publicidade

Estado de Minas novidades na cozinha

Busca pela alimentação saudável e sustentável deve ser contínua, defende Bela Gil

Em seu novo livro, Simplesmente Bela, chef e nutricionista ensina receitas simples e naturais para preparar em casa


18/10/2020 04:00 - atualizado 17/10/2020 13:22

(foto: Paulo Vitale/Divulgação)
(foto: Paulo Vitale/Divulgação)

Na pandemia, muitas pessoas tiveram a oportunidade de se aproximar da cozinha. Isolados em casa, passaram a selecionar com mais critério os alimentos e se aventurar no fogão para fazer a própria comida. Resultado: a busca pela alimentação saudável intensificou. Para a chef e nutricionista Bela Gil, isso não deve ser realidade só em uma situação extrema, mas uma escolha para a vida. Em seu novo livro, Simplesmente Bela, da editora Sextante, ela ensina a cozinhar de maneira mais saudável e sustentável.
 
Bela escreveu o livro no fim do ano passado, quando ainda não se falava em coronavírus no Brasil, mas a mensagem acabou sendo oportuna para o momento em que as pessoas querem viver com mais simplicidade. “Precisamos buscar uma vida mais simples, no sentido do essencial. Acho que o momento é de entender que a vida que levávamos não é a ideal, não é harmônica com a natureza, não é sustentável, e precisamos desse olhar mais simples para descobrir o caminho certo”, avalia.
 
O livro reúne receitas simples e naturais para comer, limpar a casa, cuidar da pele e curar pequenos problemas de saúde. Além disso, traz reflexões sobre o impacto das nossas escolhas no planeta – vamos nos concentrar na comida. “O nosso consumo se torna um ato político quando entendemos que financiamos o mundo que queremos. No caso da alimentação, comemos pelo menos três vezes por dia e podemos, de forma direta, promover mudanças.”
 
Uma das dicas da chef é trocar o supermercado pela feira. Isso não significa apenas substituir produtos ultraprocessados por alimentos da época e produzidos localmente. “Se você compra na feira, está pagando direto para o produtor, então elimina o intermediário, que vai ficar com boa parte do lucro. É uma relação mais justa”, aponta. A praticidade não está necessariamente em encontrar o que quiser nas prateleiras, mas no planejamento do cardápio para saber o que comprar.
 
(foto: Editora Sextante/Divulgação)
(foto: Editora Sextante/Divulgação)
 
Por ser adepta de uma alimentação natural, Bela defende o consumo de orgânicos e agroecológicos. “Se escolho comprar um produto orgânico, escolho não envenenar a terra, escolho dar uma vida mais saudável ao agricultor, escolho valorizar uma relação mais justa de produção e remuneração”, observa a chef, acrescentando que essa escolha também impacta a nossa saúde e o planeta.
 
No livro, Bela compartilha 10 receitas simples que promovem uma alimentação saudável (pelo que ela acredita, sem carne). As sugestões vão desde suco verde cremoso (com couve, banana e chia), indicado para saciar a fome, até granola de frigideira (com aveia, sementes de abóbora, castanhas e especiarias). Para quem gosta de doce, tem mousse de amora, morango e inhame (para dar consistência) e cookies de chocolate. O prato mais complexo é a moqueca de banana-da-terra, que leva palmito, abóbora e temperos baianos (leite de coco, azeite de dendê, pimenta dedo-de-moça e coentro).

 

Destaque também para o prato feito saudável. Bela explica que a fórumla é simples: basta combinar uma leguminosa, um arroz, uma farofa, uma verdura e uma raiz (ou fruto). No livro, ela ensina a fazer um PF com lentilha, arroz cateto integral, farofa com folhas de beterraba e castanhas, purê de abóbora e agrião com molho de pasta de amendoim.

 
Bela sabe que, infelizmente, orgânicos e outros alimentos saudáveis não são acessíveis a todos. Por isso, seu trabalho inclui a luta pela democratização da alimentação natural. Ao dividir receitas simples e informações que ajudem na tomada de decisão, ela mostra que o caminho não é tão difícil assim. “Quando comecei meu programa de TV, há oito anos, as pessoas diziam que a minha culinária era fora da realidade. Com o tempo, a ideia de comida saudável e comida de verdade se espalhou”, comenta a chef, certa de que, quanto mais falar sobre isso, mais vai atrair o interesse das pessoas.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade