Publicidade

Estado de Minas CONHECENDO A COZINHA

Ateliê Wals muda cardápio para oferecer mais opções de petiscos para compartilhar

A ideia do chef Rodrigo Rodrigues é instigar o público a conhecer mais sabores


postado em 27/10/2019 04:00 / atualizado em 25/10/2019 11:06

Coxa de frango apimentada com gergelim(foto: Débora Gabrich/Divulgação)
Coxa de frango apimentada com gergelim (foto: Débora Gabrich/Divulgação)
 

 

É para comer com as mãos. O Ateliê Wals, no Olhos D'Água, reformulou totalmente o seu cardápio com objetivo de oferecer mais opções de petiscos para acompanhar as cervejas. As mudanças foram arquitetadas por Rodrigo Rodrigues (no comando da cozinha desde o início), que começou a sentir falta de pratos para compartilhar. “Antes vendia muito filé com fritas e agora as pessoas estão mais curiosas para conhecer outros pratos. A nossa ideia é instigar o público a conhecer mais sabores”, comenta o chef. O croquete de costela ganha um toque inusitado de maionese de café, referência a um dos conhecidos produtos mineiros. Aliás, por ser uma cervejaria que recebe muitos turistas, Rodrigo gosta de priorizar produtos locais, como o queijo que recheia o pastel servido com mel de laranjeira. Outros petiscos que conquistam pelo sabor são pão de queijo com maçã de peito defumada e escabeche de abobrinha; taco de bochecha de porco, couve cítrica e maionese de pimenta-de-cheiro; coxa de frango apimentada com gergelim e guioza com recheio de linguiça na cachaça, pimenta-de-cheiro e molho ponzu. O quadradinho de tapioca é uma das opções vegetarianas, mas tem agradado os mais carnívoros, até pela delicada apresentação. Por cima, uma pétala de cebola roxa em conversa abriga tahine de castanha do pará. Além dos petiscos, o chef criou pratos e sobremesas que reforçam a mineiridade do cardápio, entre eles o stinco de porco confitado com canjiquinha, maria-gondó e farofa de mandioca flocada e a broa de milho com sorvete de erva doce, espuma de café e queijo canastra em lascas.

 

Forno e fogão

O Ateliê de Cerâmica, em Contagem, recebe Leo Paixão para um almoço nos seus jardins em novembro. O chef servirá um menu degustação com pratos de sucesso do seu restaurante Glouton. A sequência de quatro entradas começa pela mandioca brava mil folhas, passa pelo pintxo de polvo à galega e a pastilla de queijo canastra até chegar ao salmão defumado com blini de tapioca. Bacalhau com alho-poró e papada de porco são os pratos principais escolhidos para a ocasião. Por fim, torta de chocolate com caramelo. No fim, a ceramista Flávia Soares e seus filhos Daniel e Luiza abrirão o forno para os convidados conhecerem as suas criações mais recentes. Leo, inclusive, usa as cerâmicas no Glouton. O almoço está marcado para o dia 9, das 13h às 17h, e custa R$ 450 por pessoa. Reservas pelo site www.oateliedeceramica.com ou pelo telefone (31) 3398-3733. 

 

OssO comemora três anos com festa no próximo sábado(foto: OssO/Divulgação)
OssO comemora três anos com festa no próximo sábado (foto: OssO/Divulgação)
 

 

Apaixonados por carne

Se dependesse do chef, tudo no OssO iria para a brasa. “Não se consegue chegar à mesma textura numa frigideira, panela de ferro ou chapa. Fora o sabor defumado”, aponta Djalma Victor. A paixão dele e dos outros três sócios por fogo e lenha ajuda a explicar o sucesso da casa de carnes, com duas unidades (Lourdes e Vale do Serreno), que completou três anos. Para começar, eles conhecem toda a cadeia produtiva das carnes, desde quem cria os animais (das raças angus e wagyu) até quem abate. Kadu Fischbacher acrescenta que o restaurante apresentou ao público mineiro alguns cortes diferentes, como denver steak (que vem do miolo do acém) e flat iron. “É um corte proveniente do ombro, o segundo mais macio do boi, além extremamente saboroso”, informa. Todas as carnes são preparadas na grelha com uma técnica que se desenvolveu na própria cozinha. Segundo Djalma, o sal só entra na hora de finalizar os cortes. Dessa forma, eles ficam muito mais suculentos. Não pense que o restaurante se resume a parrilla. O chef com formação francesa cria receitas que representam bem a cozinha brasileira contemporânea. De entrada, a sugestão é provar a barriga de porco com catchup de amora e o pastel de rabada com queijo do Serro e cebola caramelizada. Siga com o filé angus a cavalo com arroz cremoso de cogumelos e tutano ou canelinha de leitão com risoto de funghi e farofa de limão. No próximo sábado, tem festa para comemorar o aniversário de três anos do OssO, das 14h às 21h, na unidade de Nova Lima. Serão sete horas de open food com carnes e outros pratos preparados na brasa pela equipe e chefs convidados. 


Publicidade