Publicidade

Estado de Minas SABORES DE MINAS

Linguiça é um dos sabores preferidos na mesa dos mineiros

Iguaria amada pelos mineiros, servida tanto como tiragosto como prato principal, é ingrediente principal no famoso Kaol


postado em 06/10/2019 04:00 / atualizado em 03/10/2019 13:53

(foto: em/d. a press)
(foto: em/d. a press)


Mineiro tem paladar exigente, mas quando o assunto é linguiça, fica mais exigente ainda. Gostamos de linguiça caseira, feita com ingredientes de primeira linha, bem temperada, com pedacinhos de toucinho para ficar suculenta. Sabores que só quem nasce neste estado sabe diferenciar com requinte, e para isso não precisa ser sofisticado, precisa ser da terra. Hoje, existe linguiça até com jiló. Afinal, em época de gastronomia em alta, o que não falta é criatividade. O guia Sabores de Minas publicou várias receitas dessa iguaria tão amada, e todas elas estão disponíveis no Portal Uai, basta acessar https://www.uai.com.br/entretenimento/gastronomia/saboresdeminas.
 
A linguiça é tão mineira que foi criado um prato onde ela reina absoluta, o kaol. Uns dizem que surgiu no Restaurante Café Palhares, outro no Bar do Zezé. Não conseguimos confirmar ao certo, mas com certeza se tornou um dos pratos típicos da culinária mineira. O nome foi dado pelo radialista Rômulo Paes, e é uma sigla dos componentes do prato, acrescido do aperitivo para abirir o apetite. Vamos lá: “a” de arroz, “o” de ovo, “l” de linguiça. O “k” foi uma sofisticação para a cachaça, geralmente bebida antes do almoço. Já existem novas versões do kaol, com o acréscimo de couve, farinha, vinagrete, mas aí já é uma variação, uma invenção de moda, ou melhor, uma gourmetização do tradicional.
Nesta edição vamos ensinar a fazer uma linguiça e dar uma outra receita da iguaria cozida no vinho.
 
l Linguiça com bolinho 

Ingredientes

15kg de pernil (desossado), 3kg de toucinho, 1 litro de vinagre, alho, sal e pimenta a gosto, 700g de tripa já limpa (é vendida envolvida em sal), manteiga de garrafa, 1 pacote de creme de cebola, óleo para fritar

Modo de fazer

Abrir a peça de carne como se fosse um bife grosso e passar sal dos dois lados. Deixar na geladeira por três dias. Cortar em pedaços menores e refogar, na panela de pressão, com a manteiga de garrafa e o creme de cebola. Cobrir com água e deixar cozinhar por 10 minutos após levantar pressão. Retirar os pedaços da carne e refogar rapidamente em um pouco de óleo. Retornar a carne para o caldo do cozimento na hora de servir.
Bolinho: bater a mandioca cozida com a água. Refogar a cebola e o tempero na manteiga e colocar a mandioca batida. Após ferver, acrescentar o queijo e o creme de leite, abaixar o fogo e deixar até ferver novamente. Para fazer o bolinho, ferver água com sal e pôr o fubá dissolvido com um pouco de água. Mexer sem parar por 20 minutos. Virar o angu em uma vasilha e esperar esfriar. Colocar o polvilho e misturar até ficar homogêneo. Com as mãos molhadas, enrolar os bolinhos, colocando um pedaço de queijo em cada um e fechando bem. Fritar em óleo quente, suficiente para cobrir.

(Receita fornecida por Alfa 
Martins, do Bar do Zezé)


Linguiça ao vinho

Ingredientes

1kg de linguiça de porco, 1 copo de vinho tinto seco

Modo de fazer

Escolha uma linguiça de boa qualidade. Coloque em um tabuleiro e leve ao forno preaquecido. Regar, aos poucos, com o vinho. Espete, para que o vinho entranhe, e deixe no forno até que a linguiça fique dourada, ao ponto. Servir como complemento para aperitivos.

(Receita fornecida por Edna Fernandes de
Amorim, a Bete, de Paraopeba) 


Publicidade