Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Pratos em forma de pizza


postado em 10/02/2019 05:03

(foto: drego hayashi/divulgação)
(foto: drego hayashi/divulgação)

 

 

O italiano Un’Altra Volta está servindo pizza pela primeira vez aos clientes. Mas não é uma pizza qualquer. Os chefs tiveram a ideia de reproduzir pratos do restaurante em cima de uma massa fina e crocante. A pizza Emiliana, por exemplo, é inspirada na bruschetta com tomate seco, muçarela de búfala e rúcula. Já a trufada, com queijo gruyère e carpaccio de trufas, se baseia em uma receita de risoto. O recheio de camarões flambados, requeijão cremoso, alho-poró e molho de ostra é originalmente servido com fettuccine, enquanto o de linguiça fresca, cogumelos, tomate e cebola acompanha o papardelle. Tem também a pizza de tiramisu, com mascarpone, creme de café e cacau e farofa de biscoito champanhe. “Essa foi a mais desafiadora. Fizemos vários testes até descobrir o momento certo de colocar o queijo mascarpone no forno, porque ele não aguenta altas temperaturas”, explica o dono do restaurante, Pedro Guimarães. O queijo, que vem da Itália, é o mesmo que se usa na sobremesa. O público pode experimentar as novidades até 7 de março, quando o Festival de Pizzas Un’Altra Volta se encerra. O menu é individual e custa R$ 65. Nele estão incluídos uma entrada (massa de pizza temperada com alecrim, sal grosso e azeite), uma pizza salgada (são seis opções de sabores) e a pizza doce de tiramisu.

 

Um brinde para celebrar

As comemorações dos 10 anos do Encontro de Vinhos começam por Belo Horizonte. No próximo sábado, a feira itinerante desembarca na capital com pelo menos 100 rótulos de vários países. Entre tantas nacionalidades, destaque para os que são produzidos em Minas. “Particularmente, sou muito fã dos vinhos mineiros. O que me atrai são a leveza, o frescor e a qualidade a que os produtores chegaram em tão pouco tempo”, analisa um dos organizadores, Daniel Perches. Os ingressos, disponíveis no site www.encontrodevinhos.com.br, custam R$ 100 e dão direito a degustar todos os rótulos, além de participar de palestras, como a de harmonização de queijos e vinhos. Para acompanhar, carnes e pratos portugueses, que serão vendidos à parte. O público ainda pode comprar as garrafas para levar para casa.

 

Cardápio praiano

Os frutos do mar chegaram ao almoço do Restaurante Camburi. Antes restrito a pratos mineiros, como tropeiro e frango com quiabo, o menu executivo passa a ter também sabor capixaba. Atualmente, são três opções: bobó de camarão com arroz, moqueca de camarão com arroz, pirão e farofa de banana-da-terra, e tilápia frita ao molho de camarão com arroz e purê de batata. “Sempre quis servir uma comida que tem a ver com mar e praia. Sentia falta disso em Belo Horizonte”, comenta o chef Marcelo Dalcin, filho do fundador do tradicional Restaurante Badejo. A moqueca capixaba é a estrela do cardápio da noite, que ainda conta com casquinha de siri, camarão no espeto e outras comidas do mar. Toda quinta-feira, a atração é o peixe assado na churrasqueira, em um clima bem praiano. A maioria dos frutos do mar é de Ilhéus, na Bahia, incluindo o camarão, que vem do alto-mar.


Publicidade