UAI
Publicidade

Estado de Minas EMOÇÃO

Planet Hemp e Emicida homenageiam Taylor Hawkins no fechamento do Lolla

O Foo Fighters faria a apresentação para fechar com chave de ouro os três dias de festival, mas foi surpreendido com a morte do músico, na última sexta-feira


27/03/2022 22:38 - atualizado 27/03/2022 23:03

Marcelo D2 e Emicida
Marcelo D2 e Emicida em show de encerramento do Lollapalooza (foto: Reprodução/Twitter )

Em meio à lágrimas e flashes iluminando o Autódromo de Interlagos, em São Paulo, o encerramento do Lollapalooza, neste domingo (27/3), teve uma homenagem emocionante ao baterista Taylor Hawkins, da banda Foo Fighters, conduzida por Emicida e Planet Hemp. O grupo de rock faria a apresentação para fechar com chave de ouro os três dias de festival, mas foi surpreendido com a morte do músico, na última sexta-feira (25/3). Devido à perda, ajustes foram feitos e Planet Hemp e Emicida substituíram a banda e fizeram um show especial dedicado ao baterista.
Antes dos brasileiros prestarem homenagem, foi reproduzido no telão uma mensagem de Perry Farrell, criador do Lollapalooza, cantando Queen com Taylor Hawkins. Etty Lau Farrell, esposa de Perry, compartilhou a última mensagem de áudio que o baterista enviou, no dia anterior à sua morte. "Cuidem uns dos outros. E eu tomarei conta de mim. E verei vocês em São Paulo. Amo, amo, amo vocês. Durmam bem", disse Taylor.

O tributo ao artista continuou com a música "My Hero", do Foo Fighters. "There goes my hero (lá se vai o meu herói)", foi um dos trechos da canção que arrancou as lágrimas do público. "Assim como todos nesta noite, nossos corações aqui neste palco vibram e mandam as melhores energias para a família do Taylor e para a família Foo Foghters", iniciou Emicida.

"Ontem foi um dia no qual nos divertimos muito. Mas também foi um dia muito difícil de realizar o nosso trabalho. É muito difícil quando alguém que te inspira, te alegra e recarrega suas energias ao fazer o que mais ama, parte para outro plano", afirmou o cantor. "Em um tempo tão difícil, só ela, a música, consegue fazer com que nossos espíritos se conectem e novamente a gente encontre os nossos heróis. Que a gente possa cantar esse refrão, partilhando da música, para a música, pela música, que é a nossa religião. E que nosso colega, nosso irmão, Taylor, ouça lá de cima. E, com certeza, os irmãos da família Foo Fighters vão ver esse vídeo do Lolla Brasil e vão saber que tinha muito amor emanando desse lugar para eles", completou.

Morte
Taylor Hawkins, de 50 anos, morreu na sexta-feira (25/3), em um hotel de Bogotá, na Colômbia, horas antes da apresentação do grupo no Festival Estéreo Picnic. Apesar de a causa da morte não ter sido divulgada, um estudo forense inicial do corpo encontrou 10 substâncias, incluindo maconha, antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opióides.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade