UAI
Publicidade

Estado de Minas TELEVISÃO

Documentário retrata cotidiano de famílias que vivem isoladas em Minas

"Sopro" mostra o dia a dia de uma vila rural próxima ao Parque Estadual do Ibitipoca, na Zona da Mata. Filme vai ao ar na sexta (14/1), na Rede Minas


13/01/2022 04:00 - atualizado 13/01/2022 02:41

Criança enterrada na areia, com cabeça e braços de fora, em cena do filme Sopro
Criança protagoniza o filme dirigido pelo mineiro Marcos Pimentel (foto: MATHEUS ROCHA/DIVULGAÇÃO)

O documentário “Sopro”, dirigido por Marcos Pimentel, retrata o cotidiano de uma vila rural localizada nas proximidades do Parque Estadual do Ibitipoca, na Zona da Mata. O longa resgata detalhes do lugarejo onde cinco famílias vivem quase isoladas do mundo. O vento, a poeira, as montanhas, o silêncio e o tempo compõem o cenário e enredo do filme.

O filme trata da existência humana e dos mistérios da vida e da morte, trazendo a visão de uma criança e suas descobertas sobre o mundo e a finitude naquele espaço. Na fantástica imersão nesse lugar, o homem e a natureza transitam entre a harmonia e os conflitos e, meio à imensidão da paisagem.

“Sopro”, que vai ao ar nesta sexta-feira (14/1), às 23h, na Rede Minas, foi o primeiro longa da carreira de Marcos Pimentel e rodou por diversos festivais nacionais e internacionais, passando por 16 países. Natural de Juiz de Fora, o diretor, roteirista e produtor realizou diversos filmes e trabalhos para televisão, como o especial mineiro "Dia de Reis”, da Globo Minas.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade