UAI
Publicidade

Estado de Minas SEM CHANCE

Brasil fica fora da disputa de Melhor Filme Internacional no Oscar 2022

A Academia de Hollywood divulgou a lista com os 15 títulos pré-selecionados à disputa na categoria. 'Deserto particular', de Aly Muritiba, não foi incluído


23/12/2021 04:00 - atualizado 23/12/2021 07:39

dezenas de atores em trajes de banho sentados lado a lado num barco em cena de a mão de deus
O italiano 'A mão de Deus', de Paolo Sorrentino, já disponível na Netflix, passou pela peneira que reduziu os 92 inscritos a 15 semifinalistas (foto: Netflix/Divulgação)

O Brasil está fora da disputa pelo Oscar 2022 de Melhor Filme Internacional. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood divulgou nesta semana suas listas de semifinalistas em 10 categorias para a premiação no próximo ano. O longa “Deserto particular”, de Aly Muritiba, representante do país na disputa, não foi incluído. 

Também foram divulgados os pré-selecionados para as categorias Documentário, Animação, Live Action, Documentário em Curta-Metragem, Maquiagem e Penteados, Trilha Sonora, Canção Original, Efeitos Visuais e Mixagem de Som.

Vencedor do prêmio do público da mostra paralela “Venice days” no Festival de Veneza deste ano, onde teve sua première mundial, “Deserto particular” estreou no circuito comercial de salas de exibição no Brasil no final de novembro. O filme conta a história do policial Daniel (Antonio Saboia), que comete um erro, é afastado de suas funções e está sob investigação. Taciturno, sua única alegria é o relacionamento virtual que mantém com Sara, uma misteriosa mulher que vive no sertão baiano, em busca de quem ele parte após ela parar de se corresponder.

Se “Deserto particular” ficou pelo caminho, o curta-metragem “Seiva bruta”, de Gustavo Milan, por outro lado, mantém suas chances. O filme, que recebeu em inglês o título “Under the heavens”, conta a história de Marta, uma venezuelana que conhece um casal enquanto vem para o Brasil.

Entre os 15 semifinalistas na categoria Melhor Filme Internacional há alguns títulos que, por sua trajetória, já vinham sendo considerados fortes candidatos à estatueta. Entre eles está o japonês “Drive my car”, de Ryusuke Hamaguchi, que levou o prêmio de melhor roteiro no Festival de Cannes e disputará o Globo de Ouro na categoria Filme Estrangeiro. 

Outro que concentra apostas é o iraniano “A hero”, de Asghar Farhadi, que já venceu duas vezes nessa categoria, com “A separação” (2013) e “O apartamento” (2017). O italiano “A mão de Deus”, de Paolo Sorrentino, também passou para a fase seguinte da disputa.

Mas nem todas as barbadas se confirmaram como tal. O francês “Titane”, de Julia Ducournau, vencedor da Palma de Ouro em Cannes, ficou de fora. O filme, focado em uma modelo de showroom que passa a ter atração sexual por automóveis após um violento acidente de carro, estreia no Brasil em 28 de janeiro próximo, na plataforma de streaming MUBI. 

DIRETORAS


Dos 92 filmes estrangeiros que brigavam por uma chance na 94ª edição do Oscar, 22 traziam a assinatura de mulheres na direção – ou seja, 23,9%. Dos 15 semifinalistas recém-anunciados, restam quatro títulos dirigidos por mulheres – 26,6%.

São eles “I’m your man”, de Maria Schrader (Alemanha), sobre uma cientista que aceita viver durante três semanas com um robô criado para fazê-la feliz; “Playground”, de Laura Wandel (Bélgica), sobre uma menina de 7 anos e o irmão mais velho, que são vítimas de bullying; “Hive”, de Blerta Basholli (Kosovo), que acompanha uma mulher que luta para sustentar seus filhos com seu pequeno negócio; e “Prayers for the stolen”, de Tatiana Huezo (México), que acompanha três adolescentes vivendo em uma cidade dominada pelo tráfico e pela violência.

As listas divulgadas pela Academia esta semana trazem outros indicativos do que será o Oscar 2022. A cantora Billie Eilish está na pré-seleção de duas categorias: Documentário, com o filme autobiográfico “The world’s a little blurry”, e Melhor Canção Original, com “No time to die”, feita para o filme “007 – Sem tempo para morrer”. “Homem-Aranha: sem volta para casa” e “Matrix resurrections” também estão na corrida pelo Oscar, ambos pré-selecionados nas categorias Mixagem de Som e Efeitos Visuais.

Os membros da organização que tiverem assistido aos 15 escolhidos na categoria Melhor Filme Internacional poderão participar de uma segunda rodada de votação, que ocorre entre 27 de janeiro e 1º de fevereiro de 2022, de onde sairão os cinco finalistas. Eles serão anunciados em 8 de fevereiro, assim como os indicados em todas as demais categorias. A entrega do prêmio está marcada para 27 de março, no Teatro Dolby, em Los Angeles.

QUASE LÁ


Confira a lista dos semifinalistas na categoria Melhor Filme Internacional

>> Alemanha - “I’m your man”
>> Austria - “Great freedom”
>> Bélgica - “Playground”
>> Butão - “Lunana: a yak in the classroom”
>> Dinamarca - “Flee”
>> Espanha - “The good boss”
>> Finlândia - “Compartment Nº 6”
>> Irã - “A hero”
>> Irlanda - “Lamb”
>> Itália - “A mão de Deus”
>> Japão - “Drive my car”
>> Kosovo - “Hive”
>> México - “Prayers for the stolen”
>> Noruega - “The worst person in the world”
>> Panamá - “Plaza catedral”


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade