UAI
Publicidade

Estado de Minas CINEMA

Documentário 'Cravos' estreia nesta quinta em BH

Dirigido por Marco Del Fiol, filme retrata os conflitos entre três gerações da família de artistas do fotógrafo baiano Mario Cravo Neto


25/11/2021 04:00 - atualizado 25/11/2021 08:04

Fotógrafo Christian Cravo com a câmera na mão, em Uganda
Christian Cravo é o fio condutor do documentário de Marco del Fiol (foto: Elo Company/divulgação)
“Cravos”, documentário de Marco Del Fiol sobre os conflitos entre três gerações de artistas da família do fotógrafo Cravo Neto, estreia nesta quinta-feira (25/11), com sessão às 14h, no Cine UNA Belas Artes. O escultor Mario Cravo Junior (1923-2018) e os fotógrafos Mario Cravo Neto (1947-2009) e Christian Cravo (1974) – avô, pai e neto – são os personagens do filme.

Christian é o fio condutor do enredo. O longa o acompanha em três grandes viagens pelo continente africano: Tanzânia (2012), Uganda (2013) e Namíbia (2014).

Durante 20 anos, a carreira do fotógrafo foi pautada pelo ser humano, mas três marcantes acontecimentos em sua vida o fizeram mudar o foco e voltar suas lentes para a natureza selvagem: a morte do pai, Cravo Neto; o terremoto no Haiti (país tema de seu livro “Jardins do éden”), em 2010, que matou vários de seus amigos; e a disputa familiar pelo destino do acervo de seu pai.



O filme explora toda a complexidade deste núcleo familiar a partir de entrevistas e um vasto e inédito acervo fotográfico e em vídeo da vida privada dos Cravos. Enquanto rodava o documentário, Del Fiol (“Espaço além – Marina Abramovic e o Brasil”), encontrou mais de 100 horas de gravações feitas por Cravo Neto. Incapaz de se separar da câmera, ele registrou conversas e brigas com os familiares, suas próprias exposições, viagens com os filhos, o casamento de Christian, o ateliê de seu pai em Salvador e suas experiências de iniciação no candomblé.

Entre a Bahia mítica das tradições religiosas e a África selvagem, o filme apresenta obras emblemáticas dos três artistas, seu rigor e radicalidade, as relações de poder e a imensa dificuldade em demonstrar afeto. “Os homens são o que são e não o que desejariam ser”, diz Cravo Junior.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade