UAI
Publicidade

Estado de Minas CINEMA

Mostra CineCidade destaca a produção audiovisual de Minas Gerais

Quatro longas e 16 curtas estão em cartaz no evento, que conta com participação da dramaturga Grace Passô e do diretor Maurílio Martins, entre outros


21/10/2021 04:00 - atualizado 21/10/2021 07:28

A atriz Grace Passô em primeiro plano numa cena do filme 'Vaga carne', dirigido por ela
Grace Passô (E), um dos destaques da mostra, fez palestra e estará em cartaz no filme 'Vaga carne', dirigido por ela (foto: CineCidade/divulgação)

Filmes, lives, cursos e masterclasses serão oferecidos pela Mostra CineCidade, que será realizada até 14 de novembro com atrações on-line gratuitas. Quatro longas-metragens e 16 curtas poderão ser conferidos pelo público. A proposta é conectar as pessoas, divulgar o cinema mineiro e fomentar a produção audiovistual do estado.

A iniciativa é da produtora Anaís Della Croce, Gabriel Murilo e Thales Ventura. Rejane Faria e Tatiana Carvalho Costa assinam a curadoria. Todos os curtas já podem ser maratonados na ordem que o espectador preferir, explica Della Croce. A cada semana, um longa será exibido, “fechando um combo”, segundo ela.

“Baronesa”, filme dirigido por Juliana Antunes, fica em cartaz até domingo (24/10), seguido por “Baixo Centro”, de Ewerton Belico e Samuel Marotta (25 a 31/10); “Arábia”, de Affonso Uchôa e João Dumans (1º/11 a 7/11); e “Vaga carne”, de Grace Passô e Ricardo Alves Jr. (8/11 a 14/11).

A atriz, dramaturga e diretora Grace Passô já participou de live da CineCidade, abordando o lugar do artista no fazer cinematográfico. Ciça Castelo assume a masterclass, enquanto Mariana Ruggiero e Maurílio Martins, um dos fundadores da premiada produtora Filme de Plástico, ministrarão cursos.

Idealizada antes da pandemia, a mostra foi programada para ocorrer junto das telas de cinema, mas o formato teve de mudar devido à COVID-19.

Anaís Della Croce conta que a adaptação para o formato on-line foi difícil, revelando que ela própria não conhece pessoalmente vários dos colaboradores e sente muita falta do contato físico tanto com eles quanto com o público.



A mostra está exibindo os curtas-metragens “4 bilhões de infinitos”, de Marco Antonio Pereira; “Anderson”, de Rodrigo R. Meireles; “Apocalíptico futuro poeticamente primitivo”, de Leandro Lopes; “Calmaria”, de Catapreta; “Cabeça de rua”, de Angélica Lourenço; “Sapatão: Uma racha/dura no sistema”, de Dévora MC; “Escorre”, de Kelly Crifer e Thiago Monteiro; “Abdução”, de Marcelo Lin; “999”, de Carolina Correa; “Pietá”, de Pink Molotov; “Filme: Vênus – Filó a fadinha lésbica”, de Sávio Leite; “Logo após”, de Ana Carolina Soares; “Ao teatro”, de Rita Clemente; “Drama queen”, de Gabriela Luíza; e “Angela”, de Marília Nogueira.

Personagem de capacete, com notas de dinheiro em volta, na cena do curta 'Sapatão: Uma racha/dura no sistema'
'Sapatão: Uma racha/dura no sistema', de Dévora MC, é um dos curtas selecionados (foto: CineCidade/divulgação)


MOSTRA CINECIDADE
Até 14 de novembro. Gratuito. A programação pode ser acessada no site www.mostracinecidade.com.br, 
na página do evento no Instagram e também no YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCwbPPWrHQph1O9JTAgolUYQ)

*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade