UAI
Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Festival internacional vai reunir craques do violão neste final de semana

Repertório erudito e popular tem destaque no FIV, interpretado por Turíbio Santos, Thiago Delegado, Aliéksey Vianna, Juarez Moreira e Adam Taubitz


18/09/2021 04:00 - atualizado 18/09/2021 08:02

Violonista brasileiro aclamado no exterior, Turíbio Santos vai tocar peças de Villa-Lobos
Violonista brasileiro aclamado no exterior, Turíbio Santos vai tocar peças de Villa-Lobos (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
Idealizado pelos mineiros Juarez Moreira, Aliéksey Vianna e Fernando Araújo, o Festival Internacional de Violão (FIV) chega aos 15 anos. Considerado um dos maiores eventos do gênero do Brasil, ele ganha edição especial, neste fim de semana, com shows, concertos, palestras e debates. Tudo on-line e gratuito.

A programação vai reunir Turíbio Santos, Nonato Luiz, Thiago Delegado, o duo formado por Alexandre Braga e Celso Faria, Aliéksey Vianna, Gustavo Bracher, Juarez Moreira e Adam Taubitz.

DIVERSIDADE 

Aliéksey conta que o FIV, realizado desde 2005, tem a proposta de privilegiar a diversidade do instrumento, contemplando os universos erudito e popular. “Já apresentamos o violão acompanhado por orquestra, coral, quarteto de cordas, regional de choro e grupo de jazz, bem como em duos, com flauta, clarinete, piano e cantores solistas, e até inserido em espetáculo cênico-musical”, afirma.

Além de masterclasses e oficinas gratuitas, o evento tem parceria com artistas importantes. Ao longo de suas nove edições, recebeu Sérgio e Odair Assad, Egberto Gismonti, Toninho Horta, Zé Menezes, Helio Delmiro, Heraldo do Monte, Yamandu Costa, Carlos Barbosa-Lima, Fabio Zanon, Guinga e Sebastião Tapajós, entre outros

Entre as atrações internacionais, já desembarcaram em BH os norte-americanos do grupo Oregon, liderado por Ralph Towner, Lionel Loueke, do Benim, Roland Dyens, da França, Pablo Marquez, da Argentina, e Iliana Mattos, de Cuba.

O FIV sempre foi internacional, destaca Aliésksey Vianna.“Tivemos convidados de vários países. Este ano, é a primeira vez que haverá apenas um estrangeiro: o alemão Adam Taubitz. Ele tocará comigo, num concerto em duo. Superviolinista, foi por 10 anos o spalla da Sinfônica da Basileia, na Suíça. Foi também o spalla mais jovem de todas as grandes orquestras na Europa”, diz o mineiro. Taubitz, ex-segundo-violonista da Filarmônica de Berlim, agora se dedica a improvisos de jazz e fusion.

O formato on-line do FIV, projeto viabilizado pela Lei Aldir Blanc, permite ampliar o alcance do festival, disponibilizando o material gravado das edições anteriores. “Temos desde o Turíbio Santos, que participa desta edição, aos irmãos Assad, ícones do violão clássico no Brasil, passando por Heraldo do Monte, Hélio Delmiro e Egberto Gismonti”.

Aliéksey vai dedicar sua apresentação ao argentino Astor Piazzolla (1921-1992), mas o repertório terá também peças de Radamés Gnattali e de Ralph Towner.

Os “12 estudos de Villa-Lobos” serviram de inspiração para o concerto de Turíbio Santos, que iniciou sua carreira de violonista a convite de Arminda, mulher do compositor. Ele relembra a ocasião em que gravou o compositor, desafiando “a casa de discos mais importante da França”, que o contratara. “Queriam que gravasse música espanhola, mas avisei: vou gravar os ‘12 estudos de Villa-Lobos’. Disseram: ‘Você, um garoto de 23 anos, está pensando o quê?’. Fiz 18 LPs para eles em 18 anos, todos com peças do Villa-Lobos.”

SOLO 

Thiago Delegado conta que o festival lhe dá a oportunidade de mostrar o resultado de estudos realizados durante a quarentena. “Preparei repertório para violão solo. É muito legal a oportunidade de botar para fora um lado meu guardado há anos. Todos os meus discos foram gravados com banda, com a minha turma. Construí um jeito de fazer som desde quando comecei a tocar com a DelegasCia, e acabei me distanciando do violão solo, até por estética mesmo”, comenta.

O repertório de Thiago terá Dilermando Reis, Tom Jobim e Paulinho da Viola. “Faço também um compilado dos meus discos e toco uma valsa autoral inédita, 'A morte do coqueiro'. O poeta Murilo Antunes acabou de fazer uma letra linda para ela”, revela.

FESTIVAL INTERNACIONAL DE VIOLÃO – 15 ANOS

Neste sábado (18/9), a partir das 11h, e domingo (19/9). Transmissão gratuita pelo Facebook (@FIVBH) e YouTube ( http://www.youtube.com/user/FIVBH ).

ROTA DO BLUES

O projeto on-line “Rota do blues – Edição de inverno” será realizado no domingo (19/9), às 16h, com shows do gaitista da banda Blues Etílicos, Flávio Guimarães, do trio paulista Netto Rockfeller e da cantora americana Alma Thomas, radicada no Brasil, que estará acompanhada por Magno Alexandre (guitarra), Ivan Corrêa (baixo) e Jimmy Duchowny (bateria). O guitarrista Bruno Marques, idealizador do projeto, se une a Flávio e ao Trio Duchowny para apresentar músicas autorais e clássicos do blues. O evento será transmitido pelo canal oficial do Underground Black Pub no YouTube.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade