Publicidade

Estado de Minas

Ronaldo Fraga 'conversa' com os mortos em lives no Instagram

No programa 'Café com o Ex-tilista', ele já 'entrevistou' Vinicius de Moraes, Clara Nunes e Belchior. 'É uma forma de manter a minha sanidade mental', afirma o estilista


27/04/2020 04:00

Fernanda Gomes* 
Ronaldo Fraga diz que a live o ajuda a manter a sanidade mental durante a quarentena(foto: Ana Colla/divulgação)
Ronaldo Fraga diz que a live o ajuda a manter a sanidade mental durante a quarentena (foto: Ana Colla/divulgação)

Café coado,  mesa arrumada e “entrevistados” especi- ais. As lives matinais feitas pelo estilista Ronaldo Fraga têm despertado a curiosidade do público, atraindo novos seguidores para o perfil dele no Instagram (@fragaronaldo). Tudo porque, diferentemente das lives convencionais, o anfitrião “conversa” com personalidades que já morreram.

Em Café com o ex-tilista, Ronaldo apresenta seus “entrevistados” e conta histórias sobre a vida deles. “É tão divertido que as pessoas já entram na loucura. Algumas comentam que foi legal, mas que não deixei o Vinicius de Moraes falar”, diz, aos risos.

Além do poeta e compositor Vinicius de Moraes (1913-1980), já bateram ponto por lá o estilista Ney Galvão (1952-1991), o compositor Belchior (1946-2017) e as cantoras Clementina de Jesus (1901-1987), Dona Ivone Lara (1922-2018) e Clara Nunes (1942-1983). “O ato de contar uma história é um ato de carinho. Sempre gostei disso. O outro ponto é fazer o conhecimento rodar”, explica Ronaldo.

A ideia do Café com o ex-tilista surgiu durante o isolamento social, a partir da vontade de Ronaldo de saber sobre o mundo depois da gripe espanhola, no início do século 20, e os reflexos daquela epidemia sobre a política e a arte. “Fiz uma live justamente sobre esse assunto. As pessoas perguntavam e eu tentava responder. No dia seguinte, decidi gravar o Café”, diz.

“A história do mundo sempre mudou em freadas bruscas. Não arrisco dizer se ele será melhor ou pior depois da nova pandemia, mas será um outro mundo”, especula Ronaldo. O estilista passa a quarentena em Belo Horizonte ao lado dos filhos Ludovico e Graciliano, de 18 e 16 anos. “Eles escutam sempre as lives. Este momento criou uma proximidade maior entre a gente”, comemora.

O projeto on-line vai prosseguir. “Pretendo continuar, pois é uma forma de manter a minha sanidade mental. Isso me faz levantar no horário,   o café e trocar de roupa”, conta. Segundo ele, alguns ouvintes já se dizem viciados no programa. “Muita gente manda foto da mesa arrumada, me esperando para tomarmos café juntos.”

Durante o isolamento social, o estilista desenvolveu outro novo hábito: cozinhar. “Cozinhava esporadicamente, mas agora passei a fazer até comida árabe e indiana”, revela O planejamento e a gravação dos programas, cuidar da casa e o trato com as panelas ocupam o dia dele. “À noite, tô esgotado. Essa rotina de dono de casa não é fácil não.”

ROTINA

 O estilista dá dicas para enfrentar o estresse causado pelo isolamento social: “Tente estabelecer uma rotina, procure práticas interessantes no meio do caos. Escolha assuntos que nada tenham a ver, pelo menos diretamente, com o que estamos vivendo”, sugere. Para ele, o ideal é evitar ler ou assistir a ficções sobre pandemias.

Outro conselho é aproveitar a quarentena para refletir sobre os hábitos de consumo e estilo de vida adotados até agora. “Na verdade, já faço parte da bolha que estava sentindo o fim do mundo há uns 15 anos. Então, é procurar uma vida mais sustentável.”

O estilista recomenda paciência, antes de tudo. “Diante de situações incertas, o ser humano acaba oscilando. Os 10 primeiros dias (de quarentena) foram mais difíceis. Com o tempo, vamos aprendendo a importância de manter a sanidade.”

Para quem gosta de ler, Ronaldo recomenda Escravidão, livro de história de Laurentino Gomes, e Os velhos também querem viver, novela de Gonçalo M. Tavares.

* Estagiária sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade