UAI
Publicidade

Estado de Minas ENSAIOS

Livro ''Teologia da história e ação transformadora'' aborda fé e política

Livro é fruto do mutirão de 12 autores a partir de discussões realizadas pelo Centro Nacional de Fé e Política, ligado à CNBB


17/09/2021 14:31 - atualizado 17/09/2021 15:14

Padre Paulo Adolfo Simões, secretário-executivo do Cefep, diz que livro é fruto do esforço coletivo de autores, editoras e do Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara
Padre Paulo Adolfo Simões, secretário-executivo do Cefep, diz que livro é fruto do esforço coletivo de autores, editoras e do Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara (foto: Acervo pessoal)
O uso da religião para fins políticos e a ocupação do poder por parte de grupos conservadores são algumas das questões discutidas no livro “Teologia da história e ação transformadora” (PUC Rio/ Leitura Capital), que será lançado neste sábado (18/9), às 10h, em live transmitida pela plataforma Zoom.


A obra foi organizada por Degislando Nóbrega de Lima, professor de teologia da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap); Paulo Fernando Carneiro de Andrade, professor da PUC Rio, teólogo e doutor pela Universidade Gregoriana de Roma; e Durval Ângelo de Andrade, professor, escritor e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais.

REDE

Padre Paulo Adolfo Simões, secretário-executivo do Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara (Cefep) da Conferência Nacional do Bispos do Brasil, explica que se trata da décima publicação da rede de assessores e assessoras do centro.

O livro começou a ser organizado no seminário da rede, em março de 2019, mas sua publicação atrasou devido a limitações impostas pela pandemia.


“É um trabalho feito a muitas mãos. Foi um verdadeiro mutirão: três organizadores, 12 autores, duas editoras, a coordenação ampliada do Cefep. É bom destacar o empenho e a gratuidade da ação de todos, que não mediram esforços para que a obra viesse a lume”, afirma padre Paulo Adolfo.


O professor Paulo Fernando Carneiro de Andrade, no ensaio “Neopentecostalismo, anarcocapitalismo e a teologia da batalha espiritual”, aborda questões caras à fé e aos desafios enfrentados pela sociedade contemporânea.


De acordo com ele, o mundo deve ser mais fraterno. E, para isso, é necessário “superar a realidade social e econômica que exclui, mata e destrói a Mãe Terra”. Esse processo, observa o professor, “se apoia na idolatria do capital e se constitui em uma negação radical de nossa fé em Deus e do reconhecimento de que somos todos seus filhos e filhas, como ensina o magistério do papa Francisco.”


A ideia do livro surgiu durante encontros promovidos pelo Centro de Fé e Política, que contaram com a participação de Degislando Lima, Paulo Andrade e Durval Ângelo. “Somos assessores do Cefep. Em reuniões passadas, achamos que a reflexão era oportuna. Vários autores colaboraram, tratando de um tema atual: a necessidade de pensarmos a teologia da história. Aí entram questões éticas, políticas e reflexões sobre a utopia, bem como sobre várias teologias", diz o professor.


PAZ

Entre os capítulos do livro, “Há possibilidades de paz no nosso mundo?” é assinado por Leonardo Boff, teólogo, filósofo e escritor, um dos expoentes da Teologia da Libertação no país. Durval Ângelo escreveu “O reino de Deus e o agir dos cristãos no mundo”. O texto de abertura, de autoria de Aíla Pinheiro de Andrade, é “O sentido de tempo de história no Antigo Testamento”.


“São 12 capítulos e todos eles muito interessantes”, garante Paulo de Andrade. O prefácio coube a dom Giovane Pereira de Melo, presidente do Cefep.


Os outros autores são Francisco de Aquino Júnior (“Historicidade do reinado de Deus”), Francisco Orofino (“Apocalipse, uma leitura crítica da história”), Roberto Marcelo da Silva (“A descida de Cristo à mansão dos mortos, uma práxis cristã para um artigo de fé”), Luiz Antônio Pinheiro (“A cidade de Deus na cidade dos homens”), Maurício Abdalla (“Utopia e reino de Deus”), Manfredo Araújo de Oliveira (“O sentido da vida enquanto questão central de uma filosofia da história”) e Cláudio César de Andrade (“A transição da resistência para a resiliência em Agamben. O paradigma de novas condutas políticas na contemporaneidade”).

 


“TEOLOGIA DA HISTÓRIA E AÇÃO TRANSFORMADORA”

. Doze autores
. Organização: Degislando Nóbrega de Lima, Paulo Fernando Carneiro de Andrade e Durval Ângelo de Andrade
. PUC Rio/Letra Capital
. 256 Páginas
. R$ 30
. Informações: cefep@cnbb.org.br


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade