Publicidade

Estado de Minas SÉRIE

Kaley Cuoco brilha como a desastrada Cassie de 'The flight attendant'

Conhecida como a loura de 'The big bang theory', atriz interpreta a aeromoça atrapalhada prestes a pagar por um assassinato que não cometeu


02/07/2021 04:00 - atualizado 01/07/2021 22:32

Cassie (Kaley Cuoco) se mete em confusão depois de noitada em Bangcoc (foto: HBO/DIVULGAÇÃO)
Cassie (Kaley Cuoco) se mete em confusão depois de noitada em Bangcoc (foto: HBO/DIVULGAÇÃO)

Com seu catálogo recheado de blockbusters para todos os gostos – de “Game of thrones” a “...E o vento levou”, passando por “Friends” e “Sex and the city” –, a HBO Max pautou-se muito por grandes títulos para anunciar sua chegada ao Brasil. Em meio a essas produções do passado está uma contemporânea, que também ganhou destaque na divulgação do lançamento da plataforma.

Exibida entre novembro e dezembro nos EUA e já com a segunda temporada engatilhada, “The flight attendant” se tornou a melhor audiência entre as produções criadas exclusivamente para a HBO Max. Muito de seu poder se fogo está centrado na presença de Kaley Cuoco, aqui em seu primeiro papel dramático após encantar o mundo, por 12 anos, como a loirinha esperta entre os nerds de “The big bang theory” (2007-2019).

PASTELÃO 
É dramática mas não é para ser levada a sério, que fique bem claro, pois a série tem de tudo: drama, mistério, perseguições, crime e até humor pastelão. O centro gravitacional é Cassie Bowden (Cuoco), comissária de bordo quase disfuncional. Ela é gente boa, tem grande coração, mas a tendência ao alcoolismo a leva à pior decisão de sua vida.

Em um voo para Bangcoc, o passageiro da primeira classe, assento 3C (o número será citado inúmeras vezes na história), um ricaço boa-pinta, flerta com Cassie até que os dois cheguem às vias de fato. Depois da noitada de muito álcool e sexo, ela acorda de ressaca no hotel. Só que o homem está morto ao seu lado, com a garganta cortada. E Cassie não se lembra de nada.

Determinada a não se tornar a Amanda Knox da Tailândia (aquela americana que passou quatro anos na prisão da Itália por assassinato), ela limpa a cena do crime e acidentalmente se corta no processo. Acaba fotografada saindo do quarto pela vigilância do hotel.

Cassie volta ao trabalho, chega em casa nos EUA e quando é interrogada pelo FBI, mente na maior. Ou seja, faz tudo errado. Mesmo não sendo culpada, não há como pensar diferente. Afoga-se no álcool, enquanto vê o morto conversando com ela a cada momento.

A narrativa é apresentada no ritmo de montanha-russa, com divisão de quadros nos diálogos, muita música e edição primorosa, tudo num fôlego só. Chega a ser irritante acompanhar a profusão de erros de Cassie. Mas unindo doçura, carisma, alguma estupidez e muitas, mas muitas doses de vodca, não há como não torcer por ela. 

“THE FLIGHT ATTENDANT”
A primeira temporada, com oito episódios, está disponível na HBO Max. O primeiro episódio será exibido nos canais TNT (5/07, às 21h30) e Warner (7/07, às 21h30).



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade