Publicidade

Estado de Minas RECURSOS FINANCEIROS

Prefeitura de BH lança dois editais para fomentar atividades culturais

Com recursos de R$ 9,88 milhões, aporte contemplará projetos de circo, teatro, dança, audiovisual, música e literatura, entre outros. Inscrições estão abertas


03/05/2021 04:00 - atualizado 03/05/2021 07:00

Circo, artes visuais, teatro, dança, música e literatura estão entre os projetos previstos no edital Multilinguagens(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Circo, artes visuais, teatro, dança, música e literatura estão entre os projetos previstos no edital Multilinguagens (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

Diante das restrições às atividades culturais presenciais impostas pela pandemia em Belo Horizonte, a Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e a Fundação Municipal de Cultura (FMC) publicaram dois editais, no total de R$ 9,88 milhões, via Fundo Municipal de Cultura. As inscrições abertas até o fim de maio são voltadas a empreendedores culturais do município e contemplarão, inclusive, projetos com ações exclusivamente virtuais.

O edital Multilinguagens concentra a maior parte dos recursos financeiros. Ao todo, serão aplicados R$ 8,2 milhões em projetos de artes visuais, design, circo, dança, literatura, leitura, música, patrimônio e teatro. Também podem ser inscritas propostas multisetoriais, ou seja, que contemplam mais de uma linguagem artística.

As inscrições vão até o dia 28 e devem ser feitas por meio da plataforma on-line Mapa Cultural BH. Cada empreendedor deverá enquadrar o seu projeto em uma das linguagens contempladas. Eles devem incluir pelo menos uma ação de acessibilidade cultural, bem como de democratização do acesso com o objetivo de ampliar o alcance aos bens e serviços culturais.

As iniciativas devem prever também uma contrapartida sociocultural, ou seja, um "retorno social à população em virtude do apoio financeiro recebido pelo poder público". Segundo a SMC e a FMC, "encaixam-se ações como a doação dos produtos culturais a escolas públicas ou o desenvolvimento de ações em locais remotos ou em áreas habitadas por populações urbanas periféricas, entre outras".

Já o edital BH nas Telas é voltado para o setor audiovisual e destinará R$ 1,68 milhão a projetos de produções cinematográficas que "colaborem para a difusão de conteúdos das mais diversas regiões da cidade, favorecendo o desenvolvimento cultural de maneira igualitária e descentralizada".  Para este edital, as inscrições vão até 31 de maio e também devem ser feitas por meio da plataforma on-line Mapa Cultural BH.

CATEGORIAS INÉDITAS 
Em sua terceira edição, o edital traz duas categorias inéditas. Uma delas, batizada de Difusões, abrange não só festivais, mas também a manutenção de espaços culturais ligados ao audiovisual e propostas de distribuição independente de obras cinematográficas. A outra, intitulada Roteiro, atende projetos que resultem em roteiros de longas-metragens ou obras seriadas de qualquer gênero.

O BH nas Telas ainda conta com as categorias: Produção (documentário, ficção e animação), Jogos eletrônicos, Audiovisual comunitário e Pesquisa em formato livre  – já existentes nas edições anteriores. Assim como no edital Multilinguagens, os projetos devem prever ações de acessibilidade e democratização, além de contrapartidas socioculturais.

De acordo com a SMC e a FMC, uma das principais premissas do Fundo é a seleção de projetos de todas as regiões da cidade. Os resultados de ambos os editais serão publicados no “Diário Oficial do Município”.

INSCRIÇÕES
Para o edital Multilinguagens devem ser feitas até 28/5. Já o BH nas Telas estará aberto até 30 de maio. Ambas por meio da plataforma on-line Mapa Cultural BH


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade