Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Rainha das lives, Teresa Cristina volta ao palco, mas ainda virtual

Artista levará banda a casa de espetáculos no Rio, com apresentação de canções autorais e repertório de bambas do samba


27/02/2021 04:00 - atualizado 26/02/2021 22:03

A artista confessa ansiedade peculiar para a apresentação na Viva Rio:
A artista confessa ansiedade peculiar para a apresentação na Viva Rio: "Estou me sentindo ansiosa, como uma debutante" (foto: Marcos Hermes/Divulgação)

Há um ano longe dos palcos, Teresa Cristina se apresenta neste sábado (27/2), às 21h, na casa de shows carioca Viva Rio. Aclamada pelo público e pela mídia como a Rainha das lives, a cantora e compositora estará acompanhada de sua banda, mas com plateia virtual. “Ainda não será desta vez que vamos nos aglomerar”, justifica a artista. O show será exibido ao vivo pela internet.

Três itens merecem destaque: o retorno ao local onde ela ama estar, o palco; o reencontro com os integrantes de sua banda; e o aniversário dela amanhã, domingo (28/2). “A saudade do palco é inegável. Será uma celebração especial, com uma nova idade e com músicas e pessoas que trazem amor consigo.” O repertório traz composições autorais, sugestões de fãs e obras de Noel Rosa, Cartola, Paulinho da Viola, Zeca Pagodinho e Chico Buarque. A direção musical é de Paulão Sete Cordas.

Seu último show presencial foi antes da quarentena, no carnaval carioca, na Avenida Marquês de Sapucaí, no camarote da Portela, sua escola do coração. “Estou me sentindo ansiosa, como uma debutante.” A artista ainda se declara abençoada para a noite especial, pois a apresentação ocorre na mesma data de nascimento do cantor e compositor carioca Noel Rosa (1910-1937).

Ela confessa até certa necessidade de readaptação. “Todas as lives que fiz foram a capella. Então, é muito diferente cantar com acompanhamento. Espero que consiga levar alegria para as pessoas, pois é isso que me motiva. Estamos passando por um momento difícil. Confesso que não me senti segura para uma live presencial. Achei que não era o momento para tirar as pessoas de casa. Estamos com um número de mortes alto e, de certa forma, quando passou de 200 mil, parece que ficamos meio que anestesiados.”

Depois de cantar por mais de 250 noites ao vivo, Teresa revela que quer continuar fazendo lives, mesmo depois de passar a pandemia. O formato seria mensal. Nos últimos 10 meses, ela viu sua plateia crescer, homenageou ícones musicais, deu espaço para vozes talentosas como Silvia Borba, Fernando Ébano e Sergio Pererê, entre outros.

DUOS 

Por 35 semanas, Teresa não esteve só em cena. Grandes surpresas criaram momentos especiais. Simone, Gilberto Gil, Gal Costa, Caetano Veloso, Marisa Monte, João Bosco, Bebel Gilberto, João Donato, Margareth Menezes, Chico Buarque, Alcione, Alceu Valença, Benito di Paula, Mariene de Castro e Zeca Pagodinho foram alguns dos nomes que passaram por lá.

As exibições ao vivo trouxeram mais de 300 mil novos seguidores ao seu perfil no Instagram. Em suas lives, Teresa deu a sua opinião, aplaudiu, entrevistou, recitou poemas, gargalhou, chorou, se assustou com imprevistos, virou meme, stickers, fez amigas e amigos e levou alegria e luz para quem ficava por ali para ver e ouvir músicas e boas histórias.

Tizumba, Pererê e Vander Lee na lista de favoritos

Teresa confessa que sempre teve um certo receio de cantar músicas mineiras em suas lives. “Não sabia direito as melodias, não conhecia bem as músicas. Até que um dia, quando estava fazendo uma live, cantando músicas da Bahia, Conceição Evaristo me perguntou: ‘Você não vai cantar o povo de Minas?’. Ela me deu uma cutucada e acabei fazendo uma. E foi tão bonito passar pela intimidade desse repertório. Há dois artistas mineiros que admiro muito. 

O Maurício Tizumba, uma alegria grande quando entrou na minha live, e Sérgio Pererê, que é um anjo, tem força de uma estrela, de um planeta.”

A artista exalta o talento de Pererê. “Ele tem um canto que me encanta. Não sei se é o timbre de voz ou o jeito como ele encara a arte. É um artista completo, é músico, compositor, cantor. Ele é muito forte e o acho a cara da música mineira. É um amigo que gostaria de ter pra vida, encontrar, trocar ideia, quem sabe compor com ele?”

Ela confessa ainda sua admiração pelo cantor e compositor mineiro Vander Lee (1966-2016). “Não podemos nos esquecer dele. Sua filha, Laura Catarina, entrou em uma das minhas lives e foi muito legal. E como esse homem tem fãs. Construiu um público apaixonado. Lembro-me de que as pessoas praticamente me intimaram, pedindo para chamar a Laura e cantar as canções dele. Quem gosta muito dele também é minha mãe, dona Hilda, que conhece toda a obra.” 

Rock the mountain
Cantora substituirá Karol Conká
O festival Rock The Mountain anunciou que Teresa Cristina substituirá a rapper Karol Conká na próxima edição, marcada para 13 e14 de novembro. No início deste mês, a organização do evento havia confirmado o cancelamento do show da artista curitibana, após polêmicas em sua participação no “BBB21”. Batendo o recorde de rejeição do reality, Conká foi eliminada na última terça-feira (23/02) com 99,17% dos votos. Realizado em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, o festival recebe, agora, a sambista carioca, que se junta à programação composta por Caetano Veloso e Gal Costa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade