Publicidade

Estado de Minas CINEMA

Billie Eilish faz pré-estreia de seu filme nesta quinta (25/02) no YouTube

'The world's a little blurry', documentário sobre a carreira da cantora, estreará na sexta (26/02) em plataforma digital e em três salas de cinema de BH


25/02/2021 04:00 - atualizado 25/02/2021 07:40

Billie Eilish e seu irmão Finneas preparam o lançamento de um novo álbum. Em 2020, a cantora faturou cinco Grammys. Ela iniciaria uma mundial, quando veio a pandemia(foto: AppleTV/Divulgação)
Billie Eilish e seu irmão Finneas preparam o lançamento de um novo álbum. Em 2020, a cantora faturou cinco Grammys. Ela iniciaria uma mundial, quando veio a pandemia (foto: AppleTV/Divulgação)
Desde que estourou com o single ''Bad guy'', em 2019, Billie Eilish é uma figura que desperta a curiosidade dos fãs de música pop. Não é todo dia que uma jovem de 18 anos passa semanas na lista de mais ouvidos da Billboard, grava a música-tema do novo filme da franquia ''007'' e conquista as quatro principais categorias do Grammy – álbum do ano, gravação do ano, canção do ano e artista revelação. Afinal, o que há por trás desse fenômeno que tem causado tanto impacto na indústria musical?

Essa é uma das perguntas às quais o documentário ''The world’s a little blurry'' busca responder. Dirigido por R. J. Cutler, o filme narra a ascensão da cantora e compositora norte-americana e mostra um pouco de sua vida pessoal e em família. A estreia está programada para esta sexta-feira (26/2), na AppleTV+ e em cinemas selecionados.

Para comemorar o lançamento, Billie Eilish participa de um evento on-line nesta quinta-feira (25/2), às 23h, que será transmitido por meio de seu canal no YouTube e pelos aplicativos Apple TV e Apple Music. Além de uma performance intimista com alguns sucessos da carreira, a cantora irá participar de um bate-papo com o diretor do longa. Também serão divulgadas imagens do filme.

''The world’s a little blurry'' – ou “O mundo está um pouco embaçado”, em tradução livre – é um dos versos da música ''ilomilo'', presente no álbum ''When we all fall asleep, where do we go?'' (2019). De acordo com o que foi divulgado até aqui, a gravação do disco é o ponto de partida do documentário.

Assista ao trailer: 


QUARTO 
Em um dos trechos liberados com antecedência, Billie Eilish aparece sentada na cama de seu quarto enquanto grava uma das canções do trabalho. Quem está ao lado dela é Finneas O’Connell, seu irmão e parceiro de trabalho, responsável por produzir a grande maioria das músicas lançadas pela artista.

Ao ver o resultado das filmagens, ela contou que se emocionou. ''Estávamos na minha sala de estar. Eu estava, tipo: 'Não, ninguém tem permissão para ver até eu assistir a tudo'. Porque algumas cenas vão me deixar mortificada, eu sei'', escreveu ela nas redes sociais. ''Tive dor de estômago o dia todo, mas chorei de alegria por muito tempo. Não imaginava que alguém seria capaz de capturar exatamente a realidade do momento de uma forma tão linda e íntima.''

Em entrevista à revista "Vanity Fair", Billie caracterizou como ''brutal'' lembrar de algumas passagens de sua vida durante as filmagens. ''Eu passava pelo inferno em certas partes da minha vida e não tinha ideia de que alguém via isso. O fato de que eles têm uma filmagem e você pode ver minhas emoções...''

Ela comparou suas sensações ao último episódio da série “The office”, “quando Erin (Ellie Kemper) estava tipo: 'Como você fez isso? Como você realmente entendeu como nos sentimos e o que estávamos fazendo? Como você fez isso?'''. 

A cantora contou ainda que "costumava assistir a esse episódio e pensava: seria incrível se alguém fizesse isso e eu pudesse assistir novamente a certas partes da vida de uma perspectiva diferente. E eu consegui!''

O que não foi barato. Segundo o The Hollywood Reporter, a AppleTV desembolsou cerca de US$ 25 milhões – aproximadamente R$ 150 milhões – para adquirir os direitos do filme.

PANDEMIA 
O documentário também chega aos cinemas. Em BH, ele entra em cartaz no Cinemark do BH Shopping, do Diamond Mall e do Pátio Savassi.

''The world’s a little blurry'' soa como uma espécie de despedida do álbum que tornou Billie Eilish um fenômeno internacional. Impossibilitada de finalizar a turnê ''Where do we go?'' – que incluía dois shows no Brasil, em São Paulo e no Rio de Janeiro –, a cantora e compositora aproveitou o período de quarentena para mergulhar na produção de seu segundo trabalho.

Ouça:


Em entrevista ao ''The late show'', ela afirmou que o disco é fruto da pandemia, mas não é sobre a pandemia. ''Eu não sei se eu teria feito o mesmo álbum – ou, na verdade, se eu teria feito qualquer álbum – se a COVID-19 não tivesse acontecido. Isso não significa que meu disco seja sobre a COVID-19, mas quando as coisas são diferentes na sua vida, você se torna uma pessoa diferente também. É simples assim. Eu tenho que agradecer à pandemia por isso, mas só por isso!''

Apesar de não ter dado mais detalhes sobre o disco, ela confirmou que o trabalho foi produzido com Finneas. ''Há alguns momentos inesperados, momentos em que eu uso alguns truques diferentes. Eu me guiei simplesmente pelo que achava que soava bem.”

“BILLIE EILISH: THE WORLD'S A LITTLE BLURRY”
O filme estreia nesta sexta (26/2) na AppleTV , na sala 10 do BH Shopping (às 19h15), na sala 6 do Diamond Mall (às 19h20) e na sala 2 do Pátio Savassi (19h20).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade